Seja o primeiro a compartilhar

Cadê o asteroide? Acidente em santuário motiva massacre de 292 crocodilos

Nós aqui estamos meio sem palavras diante da notícia que vamos contar, então, vamos relatar o caso e deixar que você opine nos comentários. De acordo com Kara Goldfarb, do site All That Is Interesting, quase 300 crocodilos — incluindo de espécies ameaçadas — foram brutalmente sacrificados em um santuário na Indonésia por um grupo de pessoas enfurecidas.

Pilha de crocodilos mortos(All That Is Interesting/Antara/Olha Mulalinda)

O motivo? Segundo algumas fontes, mais ou menos uma semana antes do massacre, um homem da comunidade — um sujeito identificado como Sugito — se aproximou do local onde os répteis viviam para cortar o mato e preparar a área para que seu pequeno rebanho pudesse pastar. Mas, no meio da atividade, ele se deparou com um crocodilo e foi atacado pelo animal.

Vingança

Um funcionário do santuário teria ouvido gritos de socorro, mas, quando encontrou Sugito, o homem já estava morto. Então, depois do enterro do defunto — que, convenhamos, não tinha nada que estar xeretando no local —, por volta de 600 pessoas se reuniram, arrastaram os crocodilos para fora da água e mataram nada menos que 292 exemplares a golpes de facas, machados, martelos e qualquer coisa que encontraram por diante.

Matança de crocodilos(All That Is Interesting/Sky News)

Entre os animais, as autoridades disseram que encontraram desde exemplares com quase 2 metros de comprimento até filhotinhos de 50 centímetros, e a turba não fez qualquer distinção entre os répteis, massacrando inclusive espécies consideradas como ameaçadas de extinção. Segundo Kara, as autoridades foram acionadas e 40 policiais chegaram ao santuário, mas, infelizmente, não foram capazes de controlar a situação.

No fim, a matança acabou com uma pilha de crocodilos mortos e ensanguentados e, como a ação é considerada ilegal na Indonésia, os participantes no massacre podem ter problemas com a lei, uma vez que há testemunhas e muitos já foram reconhecidos.

Matando crocodilo com machado(All That Is Interesting/AFP/Getty Images)

O representante de uma agência de conservação de recursos naturais local disse que o santuário possui licença para criar espécies de água salgada ameaçadas de extinção, assim como crocodilos-da-nova-guiné (Crocodylus novaeguineae) desde 2013, e para conseguir os documentos necessários, foi necessário cumprir com uma série de requisitos. Os responsáveis pelo local devem manter a área protegida e bem sinalizada, mas o homem que morreu não deveria ter invadido o espaço, portanto, o caso está sendo investigado.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.