Veja a história da escada da Basílica do Santo Sepulcro em que ninguém mexe
135
Compartilhamentos

Veja a história da escada da Basílica do Santo Sepulcro em que ninguém mexe

Último Vídeo

O lugar onde Jesus Cristo foi crucificado, sepultado e de onde ressuscitou se tornou uma região altamente disputada e visitada por fiéis de diferentes religiões do mundo inteiro. Hoje chamada de Basílica do Santo Sepulcro, a construção localizada na cidade antiga de Jerusalém reúne mistérios e rumores datados de vários séculos.

Um deles envolve um objeto bastante comum e não tem nada a ver com toda a mística que cerca a ressurreição de Cristo: uma simples escada de manutenção colocada abaixo de uma janela e que não é movida há quase 300 anos.

Quem visita a Basílica do Santo Sepulcro atualmente pode ver o objeto ali, no mesmo lugar onde foi deixado no início do século XVII. Ninguém sabe ao certo como ela foi parar ali, mas simplesmente nunca foi retirada, e agora ninguém se atreve a movê-la. Isso porque a Basílica é administrada por várias organizações religiosas que há séculos estão em conflito, e não existe um acordo com relação a esse aspecto.

Muito cacique para pouco índio

Desde o início do século XVIII, os cristãos, muçulmanos e judeus dividem a responsabilidade da administração e da manutenção da Basílica do Santo Sepulcro, construída no século IV. Determinadas regiões da cidade ficam sob a tutela de cada grupo, e a maior parte da construção cabe aos cristãos, que se dividem em seis religiões com atribuições no local.

E o velho problema de muito cacique para pouco índio é provavelmente o que explica o fato de a escada ainda estar lá. Cada pequena decisão envolvendo alterações e manutenção de regiões em comum demanda tanta discussão que o objeto simplesmente foi ficando e está no mesmo ponto, literalmente, há séculos.

De certa forma, ela acabou se tornando o símbolo das discordâncias religiosas universais. Nada pode ser movido dentro da Basílica sem que todos concordem a respeito; caso contrário, grandes brigas podem começar. E isso não é apenas na teoria: em 2008, um monge cóptico moveu uma cadeira 20 centímetros para o lado para ficar na sombra durante uma pregação, e isso foi interpretado como um ato hostil por parte de fiéis gregos, de forma que uma enorme disputa foi iniciada na igreja. Sim, eles "saíram no braço" dentro da Basílica do Santo Sepulcro.

Para evitar que esse tipo de situação se repita, como ninguém sabe exatamente quem foi o responsável por posicionar a escada onde está, nenhuma das responsáveis pela Basílica tem coragem de mexer — tudo para não provocar os demais.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.