Saiba onde fica a ponte mais antiga do mundo

Saiba onde fica a ponte mais antiga do mundo

Último Vídeo

Foi no Oriente Médio, que hoje é mais conhecido pelos frequentes conflitos armados, onde surgiram as primeiras cidades de que se tem registro. Uma delas é Girsu, que hoje se chama Tell Telloh e fica entre Bagdá e Basra, no Iraque. Com pelo menos 5 milênios de idade, o local se tornou capital do reino de Lagash, uma metrópole sagrada que foi fundada em devoção ao herói sumério Ningirsu.

Foi nessa cidade que, pela primeira vez, foram descobertas as principais evidências de existência da civilização suméria, caracterizadas por placas com registros econômicos, administrativos e comerciais, feitos através da escrita cuneiforme. Além desse material precioso para a história da humanidade, foi descoberta uma ponte feita de tijolos, que até o momento é a mais antiga já registrada, com 4 mil anos de idade.

Arqueólogos descuidados

Esse megassítio foi descoberto por dois arqueólogos franceses, em 1877. Infelizmente, na época, as técnicas de escavação não eram tão avançadas, e os métodos de preservação modernos ainda não existiam, com a falta de cuidado dos exploradores comprometendo detalhes relevantes do achado.

Junto a isso, caçadores de tesouros saquearam grande parte das placas e de outros artefatos, que foram vendidos a colecionadores do mundo todo. Os arqueólogos registraram a existência de 4 mil placas de registro, mas hoje estima-se que o local abrigava um total de 40 mil peças, que têm seu paradeiro desconhecido.

A ponte de Girsu

A estrutura da ponte foi descoberta em 1920, mas inicialmente os arqueólogos tiveram dificuldades em entender o motivo da existência daquela construção, sugerindo que ela poderia ter funcionado como uma represa, um templo ou um sistema de regulagem do fluxo de água. Apenas recentemente as ruínas foram caracterizadas como uma ponte, que vencia um antigo curso de água.

Desde que as escavações se iniciaram, há 1 século, a ponte está exposta às agressões atmosféricas, sem qualquer esforço para conservação. Atualmente, o local está sob responsabilidade do British Museum, que através de recursos do governo britânico utiliza o sítio para treinamento de arqueólogos iraquianos em gestão do patrimônio cultural e no desenvolvimento de habilidades práticas em campo. O próximo passo será a restauração da ponte, realizada durante o treinamento.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.