Gigi Wu, a “alpinista de biquíni”, morre de hipotermia aos 36 anos
1.726
Compartilhamentos

Gigi Wu, a “alpinista de biquíni”, morre de hipotermia aos 36 anos

Último Vídeo

A menos que você seja um praticante ou entusiasta de alpinismo, é provável que você nunca tenha ouvido falar do nome Gigi Wu. A taiwanesa ficou famosa nas redes sociais por conta de seu costume incomum: ela escalava montanhas e tirava selfies usando nada além de biquínis. Infelizmente, a carreira da asiática — que já colecionava uma marca incrível de mais de 100 montanhas escaladas — terminou neste fim de janeiro, quando ela sofreu um acidente e acabou morrendo de hipotermia enquanto esperava o resgate das autoridades.

A tragédia ocorreu enquanto Gigi escalava a Montanha de Jade, que faz parte do Parque Nacional Yushan — cadeia cujos picos chegam até quatro mil metros de altura. Como sempre, a alpinista utilizava apenas roupas de banho. Embora seja difícil afirmar com certeza, é provável que a taiwanesa tenha escorregado e caído em um barranco enquanto tentava tirar mais uma foto de si mesmo, como de costume. A queda, porém, não foi o suficiente para tirar a vida de Gigi, que chegou a contatar o serviço de emergência.

Porém, por conta das más condições climáticas, as autoridades demoraram cerca de 24 horas para encontrar a alpinista — que, infelizmente, já havia falecido por hipotermia, visto que a temperatura da região estava a ponto de congelamento. Os socorristas confirmaram que “o equipamento dela não era adequado”, por mais que Gigi costume ser considerada uma alpinista experiente. “Todos tentaram o seu melhor, e eles estão arrependidos por não terem conseguido resgatar a Sra. Wu com sucesso”, afirmou O chefe do 3º esquadrão do Corpo de Bombeiros do Condado de Nantou, Lin Cheng-I.

Nas redes sociais, os fãs de Gigi deixaram suas condolências e viralizaram a notícia. “Você é o anjo mais lindo nas montanhas” e “Seu trabalho sempre permanecerá em nossos corações” são apenas alguns exemplos de mensagens deixadas por internautas na página oficial da asiática. A última postagem de Gigi no Facebook antes de sua morte, aliás, rendeu cerca de mil comentários — uma prova mais do que suficiente para atestar a fama da alpinista, que faleceu com apenas 36 anos.

Entre críticas e elogios

Embora tenha ficado famosa como Gigi Wu, este é o nome “americanizado” da taiwanesa, que foi batizada como Wu Jiyu e era conhecida por seus parceiros de escalada como “G Brother”. Embora ela sempre tenha sido alvo de críticas de alpinistas mais velhos por fazer suas incursões sozinhas — e de biquíni, é claro —, a asiática nunca se deixou abalar por tais comentários e continuou suas aventuras com o apoio dos fãs. Autodidata, Gigi desabafou sobre tal preconceito em uma de suas fotos no Facebook.

“Me disseram: ‘Mulheres não devem escalar montanhas sozinhas, é muito perigoso. É muito perigoso escalar montanhas sem homens' (...) Um grupo de velhos me disse 'é muito perigoso escalar sozinho. Sozinho é mais complicado do que em um grupo'. Não quis discutir, não concordei, nem discordei", explicou a taiwanesa. Além do alpinismo, Gigi praticava esportes físicos diariamente e morava com sua mãe no distrito Xinzhuang, na cidade de Nova Taipei.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.