Voluntários trocam festas de 4 de Julho por acalmar cães com medo de fogos

Voluntários trocam festas de 4 de Julho por acalmar cães com medo de fogos

Último Vídeo

4 de Julho é uma data extremamente importante para os Estados Unidos, uma vez que foi nesse dia que o país finalmente conquistou sua independência. Em todos os estados há celebrações com passeatas, muitos fogos de artifício, dentre outros atos. No entanto, assim como o Ano Novo, os cachorros nada tem para comemorar nessa data. Fogos de artifício e barulhos muito altos no geral podem se tornar um terrível pesadelo para esses animais.

Em casa, nossos pets podem correr para debaixo da cama e, quando assustados, recebem nossa atenção e cuidado. Infelizmente, cachorros que moram em abrigos não tem a mesma sorte. Pensando nisso, um abrigo norte-americano teve uma brilhante ideia para ajudar seus moradores de quatro patas a superaram esse dia com mais tranquilidade. 

Reprodução/Maricopa

"É horrível quando eles têm essas fobias sonoras. Muitas vezes, os cachorros se automutilam. Já vi um caso em que um deles atravessou uma janela de vidro. Eles acham que vão morrer e, quando se pensa que vai morrer, se faz coisas malucas.", declarou a veterinária Marty Becker. 

"Calming the Canines", ou "Acalmando os Caninos", tornou-se uma nova tradição do Independence Day. Idealizado pela instituição de cuidado e controle de animais do condado de Maricopa (MCACC), o projeto está provando que não há nada mais patriótico do que a bondade. Em 2018, a instituição reuniu mais de 300 membros de comunidades locais em dois abrigos localizados em Phoenix, no Arizona, para confortarem cachorrinhos amedrontados. 

Reprodução/Wesley Nitsckie

"Foi incrível ver como a comunidade reagiu.", declarou Ben Swan, diretor de desenvolvimento da instituição. "Isso realmente ajudou a espalhar a mensagem de que nós, da MCACC, estamos aqui para ajudar.". 

Amy Engel, adminsitradora da página AZ Dawg Saverz no Facebook, foi no último "Calming the Canines" e declarou que não pretende faltar o encontro deste ano por nada. "Algumas pessoas cantam para os cachorros, algumas leem para eles, outras somente dão carinho.", escreveu Engel em uma postagem. "Foi muito impressonante, porque os cachorros realmente amam receber atenção e estavam focados nas pessoas, não nos fogos de artifício do lado de fora.".

Reprodução/Maricopa

O projeto não gerou efeitos passageiros, porquanto os participantes do evento criaram um forte laço com os doguinhos que ficaram sob seus cuidados. "Muitos indivíduos criaram relações próximas com os abrigos, retornando para prestar assistência, para serem voluntários ou até mesmo adotarem.", declarou a MCACC.

A instituição espera que o evento de hoje, 4 de Julho, seja ainda maior. O objetivo é permitir que a gentileza se espalhe novamente e mais conexões duradouras sejam criadas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.