Acidente com F-16 deixa piloto pendurado em fiação elétrica

Acidente com F-16 deixa piloto pendurado em fiação elétrica

Último Vídeo

Mais um acidente fez a Bélgica ter uma nova baixa em sua frota de caças. No ano passado, um F-16 foi destruído quando funcionários trabalhavam em outra aeronave e acidentalmente acionaram a Gatling do jato (sua metralhadora). Na semana passada, outra aeronave ficou destruída após um acidente na França. Os dois ocupantes do F-16BM — versão da aeronave com dois lugares — foram ejetados com sucesso, mas um deles ficou pendurado em linhas de energia de alta tensão.

De acordo com a publicação The Aviationist, o acidente aconteceu na quinta-feira (19) e o F-16 belga estava em serviço. A aeronave havia decolado da Base Aérea de Florennes para um exercício de navegação, o que o levou para a França. A distância entre a cidade de Valônia, onde fica a base aérea, e o local aproximado do acidente é de cerca de 780 quilômetros. O F-16 estaria voando a 1,5 mil pés de altura (quase 460 metros) no momento da queda, de acordo com o general Frederick Vansina, da Força Aérea Belga.

Foto: Le Télégramme

Segundo a Air Force Technology, o acidente aconteceu entre as cidades frencesas de Pluvigner e Lorient. Depois de atingir uma casa e cair em um campo, o jato sofreu um pequeno incêndio. Ainda não há informações sobre os motivos do acidente, mas a aeronave não estava armada no momento da queda.

Apesar de conseguirem ejetar com sucesso, os dois pilotos tiveram aterrissagens diferentes. Um deles conseguiu descer sem incidentes; já o outro aterrissou em fios de energia de alta tensão operando a 250 mil volts. A operação de resgate durou cerca de duas horas e foi realizada pelos serviços de emergência franceses. O curioso é que o piloto até falou ao telefone enquanto estava pendurado nos fios. Ele recebeu um telefonema do general Vansina enquanto esperava pelo resgate.

O acidente será investigado pelo Ministério da Defesa da Bélgica.

Foto: Le Télégramme

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.