Pastor Alemão tem 2 anos de idade e ainda parece ser filhote

Pastor Alemão tem 2 anos de idade e ainda parece ser filhote

Último Vídeo

O Pastor Alemão Ranger, que vive em Phoenix, nos Estados Unidos, possui uma condição genética rara. Apesar de se parecer com um filhote, Ranger já possui dois anos de idade e deveria estar com uma aparência bem diferente. Tudo indica, inclusive, que o pet irá continuar com essa aparência por toda a sua vida. Mas o que estaria por trás dessa condição? 

De acordo com o guarda florestal Shelby Mayo, desde quando recebeu a ninhada de cães de um criador, percebeu que Ranger era menor que os outros filhotinhos. A princípio, a suspeita era que o animal tivesse um parasita chamado coccídeo, que ataca o sistema intestinal dos animais, e que isso estaria afetando seu crescimento. No entanto, após o tratamento ser concluído, Ranger contraiu giárdia e teve uma nova infecção no pescoço. Apesar dos problemas, o cãozinho se recuperou totalmente com o tempo.

(Fonte: @ranger_thegshepherd / Instagram)

Seus donos perceberam que Ranger ainda não estava crescendo num ritmo considerado normal para um pastor alemão, e então decidiram fazer uma nova visita ao veterinário para investigar o que estava acontecendo com o filhote.

Os veterinários descobriram que Ranger, na verdade, possui uma condição rara, conhecida como nanismo hipofisário. Por isso, mesmo com o passar dos anos, Ranger irá ter sempre a aparência de um filhotinho. Como essa condição genética pode ocasionar distúrbios no sistema endócrino, é necessário ficar atento se o organismo do animal produz hormônio tireoidiano de forma adequada. Ranger, inclusive, enfrentou alguns problemas na pele ocasionados por esse desequilíbrio, mas recebeu os cuidados necessários e hoje o cãozinho permanece saudável e alegre. 

Ranger, um cachorro que, assim como todos os outros, é muito expressivo, tornou-se bastante famoso na internet e é possível acompanhar sua jornada no Instagram @ranger_thegshepherd.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.