01
Compartilhamento

Entrada proibida: 6 lugares do mundo em que você não pode entrar

O planeta é repleto de lugares interessantes e todo viajante adora somar expectativa com uma bela foto do local, mas para o bem da saúde, alguns deles não são abertos aos olhares curiosos.

A seguir conheça alguns destinos que não dão acesso a turistas e deixam bem claro que não são bem-vindos.

1. Ilha da Cobras ou Ilha da Queimada Grande

(Fonte: Intituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade/Reprodução)(Fonte: Intituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade/Reprodução)

Essa ilha é uma unidade de conservação sob proteção do instituto Chico Mendes e está localizada no litoral paulista. Sua biodiversidade nada atrativa, as cobras, abriga uma espécie rara e incrivelmente mortal chamada jararaca. De acordo com algumas estimativas, há de uma a cinco cobras para cada metro quadrado de terra na ilha.

O nome Queimadas foi dado em razão de pescadores desavisados aportarem na ilha e se protegerem das víboras com fogueiras. As raras exceções feitas para acesso ao local são para cientistas, que, por precaução, são acompanhados médicos.

2. Caverna Lascaux

(Fonte: Traumrune/Wikimedia Commons)(Fonte: Traumrune/Wikimedia Commons)

A Caverna de Lascaux, na França, descoberta em 1940, é repleta de pinturas rupestres. Os desenhos datam do período Paleolítico Superior — aproximadamente 15 mil a.C.

Embora já tenha sido aberta a visitação, hoje a caverna é território proibido, pois as luzes artificiais utilizadas nas visitas promoveram crescimento de algas e desgastam as pinturas. Mas para o consolo dos mais curiosos, existe uma réplica do local ao lado da original.

3. Santuário de Ise

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

É um santuário xintoísta, localizando no Japão, cuja construção remonta há 2 mil anos. Segundo relatos, desde o final do século VII sofre demolição e reconstrução a cada duas décadas para simbolizar o conceito de morte e renascimento. Embora só possa ser apreciado pelo lado externo por turistas, seu interior é acessível aos mais altos sacerdotes ou sacerdotisas.

Outra razão para a reconstrução do santuário a cada 20 anos é que ajudaria manter vivo o estilo arquitetônico tradicional e como é de madeira, ele se deteriora com o passar dos anos. Quando o templo é reconstruído, cada detalhe do design ornamentado precisa ser replicado, tornando-o uma das estruturas mais caras do país.

4. O Silo Global de Sementes de Svalbard

(Fonte: Cierra Martin/Wikimedia Commons)(Fonte: Cierra Martin/Wikimedia Commons)

Localizado numa ilha remota, denominada Spitsbergen, na Noruega, o espaço abriga mais de 1 milhão de amostras de sementes do mundo todo. É como se fosse uma cópia das espécies vegetais e sua principal função é a preservação delas.

A instalação foi planejada para proteger seu conteúdo de visitantes indesejados. Tem profundidade suficiente no subsolo e é alta o suficiente (acima do nível do mar) para resistir a terremotos, elevação do oceano e ataques nucleares.

5. Arquivos secretos do Vaticano

 (Fonte:JerOme82/191images/Pixabay) (Fonte:JerOme82/191images/Pixabay)

É de conhecimento geral que o Vaticano é o menor país soberano do mundo. Mas o que muitos não sabem é que existe uma área reservada que os turistas não podem ter acesso. Nele estão contidos os documentos pessoais de todos os papas que precederam o atual — uma espécie de arquivo secreto!

Embora o acesso seja restrito, alguns pesquisadores são autorizados a entrar e podem solicitar até cinco arquivos por dia, mas precisam informar exatamente o que desejam, pois a navegação é proibida.  

6. Heart Reef

 (Fonte: Vincent Rivaud/Pexels) (Fonte: Vincent Rivaud/Pexels)

Esse recife na Austrália, com forma de coração, é definitivamente encantador. No entanto, não se engane: para fotografar essa paisagem, você terá que contratar serviço de helicóptero e nem pode pensar em descer no local. Até mesmo os mergulhadores foram afastados com o intuito de preservar o ecossistema!

Gostou dessa lista? Conheça mais lugares proibidos mundo afora!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.