Medalha Pierre de Coubertin: quem já ganhou a honraria?

As medalhas de ouro, prata e bronze são entregues aos atletas com os melhores desempenhos técnicos em suas categorias a cada edição das Olimpíadas, mas o Comitê Olímpico Internacional (COI) também pode conceder outra premiação tão importante quanto essas, que se relaciona com as qualidades morais e éticas dos competidores.

Estamos falando da medalha Pierre de Coubertin, uma honraria dada a atletas e outros envolvidos com as competições que demonstrem alto grau de esportividade e espírito olímpico. O nome é uma homenagem ao criador dos Jogos Olímpicos modernos, o Barão Pierre de Coubertin.

Desde a primeira Olimpíada da era moderna, realizada em Atenas (Grécia), no ano de 1896, somente 21 personalidades receberam o prêmio. Entre eles, há apenas um sul-americano, o ex-maratonista brasileiro Vanderlei Cordeiro de Lima, que foi medalha de bronze na maratona dos jogos de Atenas, em 2004.

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

A medalha Barão de Coubertin de Vanderlei foi uma homenagem ao espírito esportivo demonstrado durante a disputa. O brasileiro liderava a corrida a 7 km do final quando foi abraçado pelo ex-padre irlandês Cornelius Horan. O corredor conseguiu se soltar após alguns segundos e voltou à prova, mas seu rendimento caiu e ele terminou em 3° lugar.

Lista de ganhadores

A humildade demonstrada pelo maratonista ao continuar na corrida, mesmo após sofrer o ataque, levou o COI a condecorá-lo com a honraria ao final da Olimpíada de Atenas. E assim como ele, outras 20 personalidades demonstraram espírito esportivo suficiente para convencer a entidade a premiá-las.

(Fonte: Comitê Olímpico do Brasil/Divulgação)(Fonte: Comitê Olímpico do Brasil/Divulgação)

Confira a lista de ganhadores da medalha Pierre de Coubertin e o ano em que ela foi concedida, lembrando que alguns receberam a homenagem postumamente.

  • Eugenio Monti (Itália): 1964.
  • Luz Long (Alemanha): 1964.
  • Franz Jonas (Áustria): 1969.
  • Karl Heinz Klee (Áustria): 1977.
  • Lawrence Lemieux (Canadá): 1988.
  • Raymond Gafner (Suíça): 1999.
  • Emil Zatopek (República Tcheca): 2000.
  • Spencer Eccles (Estados Unidos): 2002.
  • Tana Umaga (Nova Zelândia): 2003.
  • Vanderlei Cordeiro de Lima (Brasil): 2004.
  • Elena Novikova-Belova (Bielorússia): 2007.
  • Shaul Ladany (Israel): 2007.
  • Petar Cupac (Croácia): 2008.
  • Ivan Bulaja (Croácia): 2008.
  • Pavle Kostov (Croácia): 2008.
  • Ronald Harvey (Nova Zelândia): 2009.
  • Richard Garneau (Canadá): 2014.
  • Michael Hwang (Singapura): 2014.
  • Eduard von Falz-Fein (Liechtenstein): 2017.
  • Lv Junjie (China): 2018.
  • Han Mellin (China): 2018.
Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.