Você sabia que o Sistema Solar deixa um rastro no espaço?
78
Compartilhamentos

Você sabia que o Sistema Solar deixa um rastro no espaço?

Último Vídeo

De acordo com a NASA, guardando as devidas proporções o Sistema Solar conta com uma cauda semelhante à dos cometas, deixando uma espécie de rastro no espaço. A agência espacial chegou a essa conclusão graças aos dados obtidos pela sonda espacial IBEX — de Interstellar Boundary Explorer —, cuja missão é a de mapear a fronteira entre o Sistema Solar e o espaço interestelar.

Segundo os cientistas, a sonda realizou o primeiro mapeamento da estrutura da “cauda” do nosso Sistema Solar, descobrindo que ela apresenta um formato parecido ao de um trevo-de-quatro-folhas. Cientificamente falando, a estrutura recebeu o nome de “heliocauda”, e o estudo está baseado nos três primeiros anos de observações realizadas pela IBEX. Assista ao vídeo a seguir para conferir a explicação completa:

Você pode ativar as legendas em português no menu.

Mapeamento

Outros telescópios já haviam identificado esses rastros ao redor de outras estrelas, mas jamais havia sido possível observar se o nosso Sol também produzia o mesmo efeito. Isso porque as partículas presentes na cauda e em toda a heliosfera — região do espaço sob a influência do Sol — não possuem brilho, portanto não podem ser vistas com equipamentos convencionais.

A IBEX observa partículas provenientes do espaço interestelar que se chocam contra os átomos de hidrogênio presentes na região mais externa da heliosfera. A animação abaixo mostra a trajetória que as partículas solares adotam ao longo dos anos, antes de colidirem com os detectores da sonda espacial.

O filminho mostra a trajetória de uma partícula neutra partindo do Sol e seguindo as linhas do campo magnético até o limite da heliosfera. No caminho, a partícula se choca contra um átomo de hidrogênio e “rouba” seu elétron, seguindo adiante até chegar aos sensores da IBEX.

Depois de três anos, o mapeamento feito pela sonda revelou que a heliocauda é formada principalmente pelo plasma do vento solar e por um campo magnético que se estende na região posterior do Sistema Solar, até se perder na vastidão do espaço. E vale destacarmos que a IBEX continua com suas observações e coletando dados, o que significa que mais curiosidades como esta poderão ser reveladas em breve.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.