(Fonte da imagem: Reprodução/Marchettino)

A foto acima — publicada no perfil de Marchettino, no Facebook — mostra que o para-choque de um carro foi “cortado” ao bater na roda de uma bicicleta. Levando-se em consideração o estado da roda, é possível afirmar que o impacto foi baixo, fazendo com que a deformação da peça do veículo seja espantosa.

Antigamente, o para-choque dos carros era feito com uma barra de metal, de forma que ela sofresse o impacto no caso de acidentes. No entanto, elas não deformavam facilmente e grande parte do choque continuava a passar diretamente para o resto do veículo.

Para melhorar a proteção, o metal de algumas partes da estrutura foi substituído por uma liga de plástico, que é mais flexível e mais eficiente em preservar todo o automóvel. Mas, vendo a foto, fica a questão: os carros atuais são mais seguros do que os antigos?

Alguns vídeos postados no YouTube mostram testes de impacto entre carros de gerações diferentes. Neles, os modelos mais recentes apresentam uma resistência maior, garantindo a segurança do motorista.

Depois de conferir o vídeo e a foto, qual a sua opinião?

Fontes: Marchettino e Jalopnik