Peixes encontrados na Califórnia podem ser o prenúncio de um terremoto
942
Compartilhamentos

Peixes encontrados na Califórnia podem ser o prenúncio de um terremoto

Último Vídeo

Em um evento raro ocorrido em meados de outubro na costa sul da Califórnia, nos Estados Unidos, um peixe-remo gigante apareceu encalhado na areia. O que é ainda mais raro nessa situação é que outro exemplar da mesma espécie já havia sido encontrado na mesma situação poucos dias antes.

O peixe-remo é uma espécie que habita águas profundas e ver um desses animais pode ser considerado um marco na vida de uma pessoa. Então imagine ver dois deles! O aparecimento repentino dos animais em um período de tempo tão curto deixou a população preocupada com o risco de um terremoto surpreender o litoral da Califórnia.

De acordo com a crença japonesa, o peixe-remo é um “mensageiro do palácio do deus do mar”. Não é à toa que, pouco depois do terremoto Tohoku, que acometeu a costa do Japão e deu origem a um tsunami devastador em 2011, cerca de 20 peixes-remo surgiram nas praias da vizinhança. O mesmo fenômeno ocorreu no Chile antes de um terremoto que registrou 8,8 de magnitude em março de 2010.

A natureza manda sinais

Como são habitantes de águas profundas, os peixes-remo são “mais sensíveis aos movimentos das falhas ativas do que aqueles que vivem na superfície do mar”, explicou Kiyoshi Wadatsumi, que é especialista em sismologia. Isso explica porque esses animais sempre estiveram relacionados ao prenúncio de possíveis terremotos e até erupções vulcânicas.

Philip Hastings, da Universidade de San Diego, é um dos pesquisadores responsável por analisar os animais e afirma que não existem evidências científicas que comprovem a relação dessa espécie com os fenômenos naturais. Os peixes-remo encontrados pareciam saudáveis, mas serão testados para ver se não existem sinais de doenças ou até mesmo de radiação.

Embora relatos anteriores permitam que a população acredite no risco de um terremoto acometer o litoral da Califórnia, os pesquisadores acreditam que os animais estavam apenas desorientados e isso acabou fazendo com que eles parassem na praia.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.