Antes de comentarmos sobre o vídeo acima, uma pequena apresentação é necessária: Arthur Clarke foi um autor britânico de ficção científica, um inventor e um futurista — tanto que o famoso longa-metragem “2001: Uma Odisseia no Espaço” foi derivado de uma de suas obras.

Clarke gravou o vídeo acima — pertencente a uma série da BBC — em 1964. O mais surpreendente de toda essa história é que, há 50 anos, ele já apresentava uma visão bastante realista do que o mundo seria na década de 2000.

As previsões de Clarke

Na gravação — que está em inglês —, o autor britânico postula um futuro em que o homem, devido às evoluções das tecnologias, não mais precisaria ir sempre ao escritório para trabalhar, podendo fazer isso de casa.

Além disso, Clarke também previa que a comunicação via satélite permitiria um mundo em que poderíamos estar em contato contínuo uns com os outros independentemente do local em que estivéssemos. Os médicos também não precisariam estar na mesma cidade de um paciente para que uma cirurgia fosse realizada, e as pessoas quase não precisariam mais viajar por causa dos negócios — elas viajariam mais por prazer.

Naquela época, o autor britânico ainda não tinha um nome exato para todas essas revoluções que antevia, mas já afirmava que “a única coisa que podemos ter certeza sobre o futuro é que ele será absolutamente fantástico”.

Fonte: YouTube e Brain Pickings