Conheça outro pelotão de soldados que valiam por um exército inteiro
34
Compartilhamentos

Conheça outro pelotão de soldados que valiam por um exército inteiro

Último Vídeo

Se você tivesse que montar um exército composto pelas pessoas mais incrivelmente corajosas, destemidas e valentes de todos os tempos, você poderia encontrar um bom número delas em diversas matérias que nós aqui do Mega Curioso já postamos a respeito de soldados pra lá de destemidos! Você pode conferir alguns desses bravos guerreiros neste link, neste aqui, neste e aqui também — e conhecer outros cinco militares audazes a seguir:  

1 – William F. Leonard

Imagine o seguinte cenário: você se encontra na França ocupada em plena Segunda Guerra Mundial, restam apenas oito integrantes do seu pelotão, e vocês estão sob o fogo de snipers, artilharia pesada e de morteiros em uma estrada bloqueada por uma barricada. Você passaria sebo nos canelas e fugiria para as colinas? Pois o norte-americano William F. Leonard reuniu os soldados sobreviventes e partiu para o ataque ao melhor estilo Rambo.

Leonard começou atingindo dois snipers — um a apenas 15 metros dele, e o outro, a pouco mais de 20 —, mas acabou sendo atingido nas costas duas vezes. E você acha que ele parou? Não... Leonard saiu correndo em direção a uma metralhadora, lançou uma granada e mandou arma e inimigos pelos ares. Foi então que os alemães tentaram acertar o soldado com um tiro de bazuca.

Por sorte, a explosão não matou o norte-americano — que partiu para o segundo posto de metralhadora e novamente lançou tudo pelos ares com uma granada. No fim, Leonard acabou com todos os inimigos da barricada, foi condecorado por sua bravura e ainda viveu pacificamente até os 72 anos de idade.

2 – Bishnu Shrestha

Nem sempre os militares se limitam a fazer demonstrações de bravura apenas em guerras — e esse é o caso do ex-soldado nepalês Bishnu Shrestha. Logo após se “aposentar” da vida militar, quando ele tinha 35 anos de idade, Bishnu estava viajando de volta para casa quando algo terrível aconteceu.

Ele estava lá, sentadinho tranquilamente no meio da noite, olhando para a paisagem de Bengala Ocidental, quando o trem no qual ele se encontrava foi tomado por um bando de 40 homens armados. Os bandidos começaram a assaltar todo mundo, passando de vagão em vagão levando tudo o que encontravam pelo caminho, como celulares, dinheiro, joias etc., e Bishnu permaneceu quietinho até que...

Os criminosos voltaram sua atenção para uma adolescente que se encontrava próxima ao nepalês, e, vendo que ela seria abusada por eles, Bishnu sacou sua khukuri — uma pequena faca de bolso — e partiu para o ataque. Sozinho e confinado em um espaço reduzido, o ex-soldado matou três bandidos, feriu outros oito gravemente e, quando já ia para cima dos 29 restantes, eles fugiram assustados da fúria do militar.

3 – Manuel V. Mendoza

Durante a Segunda Guerra Mundial, o norte-americano Manuel Mendoza lutava com seu pelotão contra as linhas inimigas quando o grupo virou alvo de um forte ataque de morteiros. O soldado acabou seriamente ferido, mas isso não serviu para fazê-lo choramingar e esperar por socorro. Em vez disso, ele empunhou uma submetralhadora e partiu em direção à colina inimiga de onde partiam os disparos.

Só que, no lugar de se deparar com uma dúzia de alemães, Mendoza deu de cara com uns 200 soldados nazistas armados até os dentes. E sabe o que ele — sozinho e ferido — resolveu fazer? Afundar o dedo no gatilho e mandar bala para todos os lados!

Durante a sua atuação “solo”, Mendoza matou pelo menos 10 militares inimigos, feriu outras dezenas deles e conseguiu afugentá-los, impedindo que os nazistas organizassem um contra-ataque. Por fim, o norte-americano encontrou um lugar seguro para se esconder e não só sobreviveu à guerra, como viveu até os 79 anos de idade.

4 – Douglas Bader

Bader foi um talentoso piloto da Real Força Aérea Britânica que, durante um show aéreo, sofreu um grave acidente e teve as duas pernas amputadas. No entanto, o desastre não o impediu de “chutar” muitos traseiros inimigos na Segunda Guerra Mundial. Quando as coisas começaram a ficar feias para a Inglaterra, Bader se pôs a serviço de seu país e voou direto para a batalha.

Pena que Bader foi abatido na França — depois de derrubar dezenas de caças nazistas — antes de poder tocar o terror no espaço aéreo inimigo por mais tempo. Porém, não pense que os alemães se livraram dele assim tão facilmente. O britânico sobreviveu à queda de sua aeronave e foi capturado como prisioneiro.

Só que Bader (sem as pernas) tentou escapar tantas vezes que os nazistas decidiram prendê-lo no Castelo de Colditz, que era para onde os oficiais aliados considerados incorrigíveis eram enviados. O mais interessante é que os alemães que comandavam o local ficaram sabendo das peripécias do britânico e decidiram permitir que os ingleses mandassem a Bader pernas mecânicas — que ele empregou para... adivinha! Retomar suas tentativas de fuga, oras.

5 – Leigh Ann Hester

Não é sempre que falamos de mulheres nas nossas listas de soldados destemidos, mas Leigh Ann Hester, a moça da imagem a seguir, certamente merece seu espaço aqui. Em 2005, ela se encontrava a serviço do Exército dos EUA, e sua missão era liderar um comboio em segurança através de uma região tomada por insurgentes.

Então, de repente, o grupo foi atingido por uma granada lançada por foguete e, quando o comboio parou, dezenas de rebeldes começaram a sair de suas trincheiras e abrir fogo contra os norte-americanos. Nesse ponto, o grupo de Leigh Ann estava completamente cercado e à mercê dos iraquianos, e ela achou que seria uma boa ideia lixar as unhas e retocar a maquiagem. Até parece!

Leigh Ann agarrou uma metralhadora, saltou de seu caminhão e, juntamente com o soldado Thimoty Nein, correu até a trincheira mais próxima e abriu fogo. Depois de matar todos os insurgentes que estavam ali, ela começou a disparar contra os demais. No fim das contas, a moça comandou uma operação que salvou a vida de todos os integrantes de sua unidade e acabou com a vida de todos os rebeldes.

Por sua façanha, Leigh Ann foi condecorada com a Silver Star — ou Estrela de Prata — e se tornou a primeira mulher a receber essa medalha de bravura desde a Segunda Guerra Mundial.

 Você conhece outros soldados destemidos sobre os quais não falamos ainda? Comente no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.