De acordo com o site psfk, a editora argentina Eterna Cadencia lançou um livro que não pode esperar para ser lido. Impresso com um tipo de tinta especial, que reage em contato com o ar e a luz, o texto começa a desaparecer gradualmente assim que o livro é aberto, sumindo completamente em até dois meses.

Provavelmente, todos nós temos em casa livros esquecidos que nunca saíram da estante. Assim, com o intuito de estimular os leitores a se dedicarem mais à leitura — e a terminarem seus volumes mais depressa —, a editora decidiu criar exemplares com prazo de validade.

Além disso, os livros “que não podem esperar” trazem obras de novos escritores latinos, os quais acabam recebendo o empurrão necessário para que se tornem mais conhecidos, já que, normalmente, os leitores não costumam comprar novos livros até que terminem de ler os antigos.

A ideia é interessante e serve ao propósito de divulgar o trabalho de novos autores. Contudo, imagine se todos os livros tivessem prazos de validade parecidos! Teríamos montanhas de cadernos em branco armazenados pelas bibliotecas e estantes do mundo todo!

Fontes: psfk e YouTube