(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

Imagine se existissem micropartículas que, quando injetadas na nossa corrente sanguínea, pudessem oxigenar o nosso corpo sem que precisássemos respirar. De acordo com o pessoal do site Science Daily, uma equipe de pesquisadores do Boston Children’s Hospital, nos Estados Unidos, desenvolveu minúsculas partículas de gás que são capazes de fazer exatamente isso.

Pensando em pacientes com insuficiência respiratória aguda ou obstrução das vias respiratórias, que poderiam sofrer danos cerebrais permanentes ou falecer devido a paradas cardíacas, a equipe desenvolveu esse líquido mágico, capaz de manter essas pessoas vivas durante um período de 15 a 30 minutos, tempo vital para as equipes de emergência dos hospitais.

Micropartículas mágicas

Para encapsular o oxigênio, os cientistas utilizaram uma camada composta por lipídios — ou gordura —, incorporando as partículas, que contam com tamanhos de 2 a 4 micrômetros, a um líquido que pode ser facilmente transportado e utilizado pelas equipes de emergência, paramédicos ou pessoal das UTIs.

As micropartículas já foram testadas com sucesso em animais sofrendo de insuficiência respiratória crítica, que tiveram a oxigenação sanguínea reestabelecida a níveis próximos do normal com o uso do líquido. Além disso, as micropartículas são capazes de transportar até quatro vezes mais oxigênio do que as nossas hemácias.

Fontes: Science Daily e Boston Children’s Hospital