(Fonte da imagem: Thinkstock)

A obesidade — e os inúmeros problemas de saúde relacionados a ela — é uma questão que vem preocupando os organismos internacionais há algum tempo. Entretanto, de acordo com uma notícia publicada pelo site MedicalXpress, cientistas norte-americanos podem ter descoberto uma nova arma para combater esse mal.

Segundo a publicação, um laboratório testou com sucesso uma nova vacina contra a obesidade em ratos de laboratório. Os cientistas conseguiram fazer com que os animais desenvolvessem anticorpos contra a somatostatina, um hormônio que inibe a ação de outros dois, o GH e o IGF-1, ambos relacionados ao crescimento.

Guerra hormonal

Esses dois hormônios fazem com que o metabolismo fique mais acelerado, ajudando no processo de emagrecimento. Contudo, a somatostatina inibe a ação dessas duas substâncias, levando ao ganho de peso. Assim, ao agir sobre a somatostatina, os cientistas conseguiram fazer com que o metabolismo voltasse a ficar mais acelerado.

Durante os testes, os pesquisadores observaram uma perda de 10% de peso em ratinhos obesos apenas quatro dias após a aplicação da vacina, sendo que a perda se manteve após o período de controle (seis semanas), assim como os níveis hormonais, que não sofreram nenhuma alteração.

Ainda será necessário realizar inúmeros estudos com humanos e verificar os efeitos em longo prazo dessa vacina, mas tudo parece indicar que em breve teremos mais uma arma para auxiliar na luta contra os quilinhos a mais.

Fonte: MedicalXpress