Estes são os 20 livros mais populares já lançados ao longo da História
1.232
Compartilhamentos

Estes são os 20 livros mais populares já lançados ao longo da História

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Se você adora ler e vive de olho nas listas dos títulos mais populares da semana, mês, ano etc., deve saber que os livros da série “Harry Potter”, “A Guerra dos Tronos” e “50 tons de cinza”, por exemplo, fizeram um enorme sucesso nos últimos anos. Mas, e ao longo da História, você saberia dizer quais foram os maiores bestsellers já publicados?

Segundo Brendan Brown, do portal Business Insider, o pessoal da Global English Editing resolveu fazer uma viagem no tempo e voltar até o século 10 a.C. para descobrir quais foram os 20 livros mais populares de todos os tempos — e você pode conferi-los na lista a seguir:

1 – I Ching

Redigido entre o século 10 e 4 a.C.

Por: Fu-Hi, Rei Wên, Duque de Chou e Confúcio

Também conhecido como “Livro das Mutações”, o I Ching é o clássico chinês mais antigo de que se tem notícia e é considerado um dos maiores livros da literatura mundial. Aliás, existem entusiastas que garantem que, até hoje, milhares de anos após ter sido redigida, a obra ainda consiste no método mais sofisticado para prever eventos futuros já criado.

2 – Ilíada e Odisseia

Redigidos no século 8 a.C.

Por: Homero

A Ilíada, como você deve saber, consiste em uma série de poemas épicos sobre a Guerra de Troia, enquanto a Odisseia — que é uma sequência da Ilíada — conta a história do retorno de Odisseu, o herói grego do livro anterior. Mas, você sabia que existe um debate sobre a identidade de Homero, o autor dos poemas? Os antigos gregos, por exemplo, acreditavam que ele foi um nômade cego, e historiadores do século 19 argumentavam que, em vez de “ele”, o autor era “ela”!

3 – Analectos

Redigidos entre os séculos 5 e 3 a.C.

Por: Confúcio e seus contemporâneos

Os Analectos — ou “Diálogos de Confúcio” — compõem o livro mais importante do confucionismo, e reúnem os ensinamentos de Confúcio, antigo filósofo chinês. Eles são vitais para o entendimento da cultura e história da China.

4 – A República

Redigido no século IV

Por: Platão

A República é considerado uma das obras de filosofia e teoria política mais influentes de todos os tempos, e traz como personagens o filósofo Sócrates e outros atenienses. Sócrates, aliás, é quem narra todo o diálogo do livro, e você sabia que muitos elementos da teologia cristã estão baseados nas obras de Platão?

5 – Os Elementos

Redigido por volta do ano 300 a.C.

Por: Euclides

Simplesmente o tratado de matemática mais importante de todos os tempos, Os Elementos, de Euclides, reúne 13 livros e, basicamente, foi responsável por ensinar os matemáticos a lidar com números.

6 – Dhammapada

Redigido no século 3 a.C.

Por: Buda

O Dhammapada — também conhecido como “Caminho do Dharma” — teria sido criado por ninguém menos que o próprio Buda e consiste em uma coleção de ensinamentos e dizeres dele transcritos em 423 versos curtos.

7 – A Bíblia Sagrada

Compilada entre os séculos 2 e 4

Também conhecida como “As Sagradas Escrituras”, a Bíblia dispensa apresentações! Aliás, você sabia que já foram vendidas mais de cinco bilhões de cópias dela pelo mundo e que ela é o livro mais roubado no planeta?

8 – O Alcorão

Redigido entre os anos 609 e 632

Por: Maomé e seus discípulos

No quesito “cópias vendidas”, O Alcorão também bateu uma marca impressionante: 3 bilhões de unidades. O livro sagrado do islamismo é considerado uma das mais belas obras da literatura árabe já criadas.

9 –  O Príncipe

Publicado em 1532

Por: Nicolau Maquiavel

Considerado por muitos como um dos livros mais influentes da filosofia política moderna, O Príncipe é, na verdade, uma sátira, e Maquiavel nunca pensou que essa obra poderia ser usada de forma didática.

10 – Don Quixote

Redigido entre 1605 e 1615

Por: Miguel de Cervantes Saavedra

Originalmente publicada em dois volumes, a história de Don Quixote, por conta da forma como foi estruturada por Miguel de Cervantes, é considerada como a primeira obra de ficção moderna — além de ser a obra literária espanhola mais influente do mundo.

11 – First Folio

Publicado em 1623

Por: William Shakespeare

O First Folio — nome abreviado da obra Mr. William Shakespeare’s Comedies, Histories, & Tragedies ou Comédias, Histórias e Tragédias de William Shakespeare — consiste na primeira coleção de peças do dramaturgo inglês, publicada em 1623. Ela reúne obras como Hamlet, Macbeth, Romeu e Julieta, Rei Lear, Otelo, Henrique VIII, Sonho de uma Noite de Verão e Muito Barulho por Nada, isto é, a coleção agrupa alguns dos mais importantes trabalhos shakespearianos.

12 – Uma Reivindicação pelos Direitos da Mulher

Publicado em 1792

Por: Mary Wollstonecraft

Uma Reivindicação pelos Direitos da Mulher, da britânica Mary Wollstonecraft, é uma das primeiras obras feministas do mundo e discorre a respeito da igualdade de gênero. Curiosamente, antes de publicar esse livro, Mary lançou um sobre os direitos dos homens.

 13 – Manifesto Comunista

Publicado em 1848

Por: Karl Marx e Friedrich Engels

O Manifesto Comunista, de Marx e Engels, serviu para que os autores expressassem suas teorias sobre a natureza da política e da sociedade e até hoje é considerado um dos tratados políticos mais influentes de todos os tempos. Curiosamente, depois de atender a uma conferência e ouvir os participantes distorcendo suas palavras, Marx teria dito “Tudo o que eu sei é que não sou um marxista!”.

14 – A Origem das Espécies

Publicado em 1859

Por: Charles Darwin

Darwin demorou mais de 20 anos para apresentar seus trabalhos sobre evolução por receio da repercussão que suas ideias causariam! Mas, ele acabou criando coragem e publicando A Origem das Espécies, obra em que o cientista estabelece a base da biologia evolucionária e introduz a teoria de que as populações evoluem ao longo do tempo através da seleção natural.

15 – Guerra e Paz

Publicado em 1869

Por: Leo Tolstoi

Em Guerra e Paz, Tolstoi conta a história da Rússia durante a invasão francesa liderada por Napoleão Bonaparte, mas do ponto de vista das famílias aristocratas que viviam no país. O épico está entre os mais volumosos da literatura mundial — com cerca de 1,3 mil páginas — e levou cinco anos para ser redigido.

16 – O Segundo Sexo

Publicado em 1949

Por: Simone de Beauvoir

Considerado como uma das obras mais importes do feminismo, O Segundo Sexo trata da sexualidade feminina e do papel da mulher na sociedade.

17 – Pensar como Uma Montanha

Publicado em 1949

Por: Aldo Leopold

Intitulado “A Sand County Almanac” no idioma original, Pensar como Uma Montanha é, até hoje, o clássico da natureza e da ecologia mais discutido no mundo. Na verdade, o livro não chamou muita atenção quando foi publicado, e só foi virar bestseller durante a década de 70, quando as questões ambientalistas começaram a ser debatidas.

18 – Beloved

Publicado em 1987

Por: Toni Morrison

A trama de “Beloved” — ou Amada em tradução livre — está ambientada no final da Guerra Civil dos EUA e narra a história de Sethe, uma mulher afrodescendente que consegue escapar da escravidão.

19 – Harry Potter

Publicados entre a década de 90 e os anos 2000

Por: J.K. Rowling

Composta por sete volumes — Harry Potter e a Pedra Filosofal, a Câmara Secreta, o Prisioneiro de Azkaban, o Cálice de Fogo, a Ordem da Fênix, o Enigma do Príncipe, e as Relíquias da Morte —, a série narra as aventuras de um jovem mago. Aliás, antes de se transformar no fenômeno de vendas mundial que todos conhecem, sabia que o primeiro livro foi rejeitado por oito editoras até ser finalmente publicado pela Bloomsbury?

20 – 50 tons de cinza

Publicado em 2011

Por: E.L. James

Originalmente publicado pela autora em formato de eBook, 50 tons de cinza é um romance erótico que virou bestseller, acabou se transformando em uma trilogia e inclusive foi adaptado para o cinema. Embora a recepção da crítica não tenha sido o que podemos chamar de positiva, até junho de 2015, mais de 125 milhões de cópias — traduzidas em 52 idiomas — do livro haviam sido vendidas no mundo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.