(Fonte da imagem: Reprodução/Wikipédia)

De acordo com a NASA, a radiação detectada na superfície de Marte não é prejudicial para os humanos. A agência espacial divulgou a notícia após avaliar os dados coletados pela sonda Curiosity, que se encontra percorrendo o Planeta Vermelho há três meses.

Esta é a primeira vez que os raios cósmicos e as condições climatológicas são medidas diretamente na superfície de outro planeta, e as avaliações preliminares apontaram que os níveis encontrados no solo marciano são bastante semelhantes aos que os astronautas da Estação Espacial Internacional estão expostos.

Segundo a NASA, a descoberta significa que, embora os astronautas fiquem expostos a altos níveis de radiação durante as viagens espaciais ao Planeta Vermelho, seria possível criar bases na superfície de Marte com a possibilidade de que os humanos possam permanecer por lá sem correrem maiores riscos.