Mapa mostra onde e por que ocorre a maior parte dos homicídios no mundo
300
Compartilhamentos

Mapa mostra onde e por que ocorre a maior parte dos homicídios no mundo

Último Vídeo

Se as estatísticas sobre homicídios não pareciam nada legais enquanto eram apenas números, elas parecem significativamente piores quando são colocadas de uma forma extremamente simples e visual: em um mapa.

Criada com base no último estudo sobre homicídios, divulgado pelas Nações Unidas em 2013, a imagem abaixo revela quais são os países que concentram a maior taxa de homicídios no mundo todo – quanto mais escuro o tom de azul, maior o número de crimes cometidos. Como se pode ver, o Brasil não parece nada bem:

O mapa da morte: quanto mais escuro, maior a taxa de homicídios no país

Para se ter uma ideia, a taxa na Europa é de um homicídio a cada 100 mil habitantes – o mesmo de países como China, Japão e da Ásia em geral. Os EUA, por sua vez, têm uma taxa de 3,8 – abaixo da média mundial, que é de 6,2.

As regiões da América Latina e da África Central concentram sozinhas as maiores taxas em todo o mundo, acima de todos os outros países combinados. Lesoto, na África, tem 38 homicídios a cada 100 mil habitantes, enquanto a Venezuela segue com 53,6, e Honduras, o país com a maior taxa de homicídios no mundo, fica no topo da infeliz lista com uma taxa de 84,3. O Brasil apresentou a taxa de 25,2 no último relatório, com números registrados em 2012.

No entanto, qual é a explicação para esses números? Coincidentemente, os países com as maiores taxas são assolados por problemas como tráfico de drogas, grupos terroristas ou de milícia rebelde. Mas existe um segundo dado que está sendo usado para explicar a ocorrência de homicídios nesses mesmos países: a desigualdade social.

O coeficiente Gini é utilizado para demonstrar o quão grande é a diferença entre a distribuição de renda nos países: quanto maior o índice, maior a disparidade

O mapa acima foi produzido pelo Banco Mundial para mostrar a diferença na distribuição de renda (conhecido como coeficiente Gini) nos países ao redor do mundo – quanto mais vermelho, maior a disparidade.

Com exceção da China e de outras regiões pontuais, os mesmos países que apresentam uma grande diferença na distribuição de renda também mostram uma taxa de homicídios alta. Diversos estudos já foram divulgados desde o início dos anos 90 e mostram que é justamente essa diferença o potencial motivo para os crimes acontecerem.

A comparação "lado a lado" mostra que a distribuição de renda desigual pode ser a origem das altas taxas de homicídio

Embora os dados sejam relativamente antigos, é uma tendência preocupante ver que os números só aumentaram na última década, o que pode indicar uma possível piora nos resultados do próximo estudo que deverá aparecer daqui a alguns anos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.