As chances de o seu chefe ser psicopata são relativamente altas, sabia?
316
Compartilhamentos

As chances de o seu chefe ser psicopata são relativamente altas, sabia?

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

O mundo corporativo é uma selva e a todo o momento é preciso lutar para sobreviver. Nesse contexto, quem se dá melhor: o animal mais dócil e despreocupado ou o mais agressivo e estrategista? Falando em estratégias, agressividade e poder de persuasão e manipulação, nos diga: são ou não são características típicas de psicopatas? Se adicionar um pouquinho de frieza e falta de empatia à receita, o pacote fica ainda mais completo.

Psicopatas estão mais próximos do que imaginamos e é bem possível que você já tenha interagido com um – para sermos mais precisos: há pouco mais de 20% de chances de o seu chefe ser um psicopata, afinal esse tipo de personalidade gosta de poder e não mede esforços para alcançar o cargo pretendido.

O fato de estarem em cargos de alto escalão nos mostra que psicopatas tendem a ser pessoas bem-sucedidas profissionalmente. Por causa da falta de empatia, no entanto, podem acabar deixando o ambiente de trabalho com um clima mais tóxico.

Psicopatia na liderança

Esse índice elevado de psicopatia entre CEOs preocupa os autores da pesquisa que chegou a esse resultado, justamente pelo fato de que psicopatas podem usar técnicas não muito éticas para alcançarem seus objetivos. A pesquisa, divulgada pelo Daily Mail, foi promovida pela Universidade de Bond, na Austrália, e também pela Universidade de San Diego, nos EUA.

Basicamente, os cientistas contabilizaram traços de psicopatia em 261 empresários, concluindo que 21% desses indivíduos se encaixam dentro do espectro psicopata. Em termos da população em geral, 1% é psicopata – já entre as pessoas presas, uma em cada cinco pode ser considerada psicopata também.

Um dado interessante a respeito de líderes psicopatas é que esse índice aumentou bastante desde a crise econômica mundial de 2008. Os estudos a respeito da relação entre psicopatia e boa desenvoltura no mundo nos negócios, no entanto, não são de hoje: em 1941 o psiquiatra Hervey Cleckley já havia sugerido que psicopatas têm mais sucesso profissional, ainda que em curto prazo.

Características

Para Cleckley, psicopatas são criaturas híbridas que vestem uma máscara de normalidade, mas que, por trás de seu charme, escondem uma personalidade egocêntrica, com desonestidade, falta de culpa e de preocupação com as outras pessoas – para o psicopata, apenas a sua vida importa.

Segundo os pesquisadores envolvidos nesse último estudo, os resultados mostram que é preciso realizar testes psicológicos dentro das empresas, para que os traços de psicopatia possam ser identificados. Para Nathan Brooks, psicólogo forense da Bond, o problema é que a maioria das empresas foca em analisar habilidades, e não traços de personalidade. De acordo com ele, o caráter do candidato deveria ser avaliado em primeiro lugar.

Os especialistas afirmam que os psicopatas de sucesso são inseguros e egocêntricos, conseguindo manter o charme e uma boa imagem superficial. Por serem manipuladores, conseguem causar intrigas e fazer com que as pessoas briguem umas com as outras. Em termos empresariais, esse tipo de líder tem um efeito bastante negativo entre sua equipe.

Manipuladores de carteirinha

Psicopatas tendem a ter uma visão ampliada a respeito das próprias habilidades, de modo que se acham seres superiores. Impulsivos e carentes de estímulos, costumam mentir muito, até mesmo porque manipulam as pessoas ao seu redor. Chamam a atenção dos indivíduos com os quais convivem, e eles geralmente as consideram pessoas intrigantes, mas não sabem explicar os motivos.

Como sabem imitar emoções, conseguem facilmente forjar sentimentos e, justamente por isso, acabam mudando de estado de humor com grande velocidade e facilidade. Para ganhar a confiança das pessoas, se oferecem para fazer favores e contam falsos segredos. Depois de a confiança ser conquistada, sabem que podem pedir favores em troca. Você conhece alguém assim? Na dúvida, tome cuidado.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.