(Fonte da imagem: Thinkstock)

De acordo com uma notícia publicada pelo site WIRED, pesquisadores da Universidade de Nova York sugerem que o uso de antibióticos pode estar contribuindo para o aumento da obesidade que, na verdade, está se transformando em uma pandemia.

Segundo os pesquisadores, o uso desses medicamentos estaria alterando o que eles chamam de "microbioma" interno, ou seja, estaria afetando o funcionamento das comunidades de bactérias, micróbios e até fungos que vivem em nossos organismos e são responsáveis por ajudar a processar os alimentos que consumimos e a regular diversos processos fisiológicos.

Ratinhos e crianças

Dois estudos diferentes apresentaram resultados bastante interessantes. Em um deles, ratinhos de laboratório que receberam pequenas doses contínuas de antibióticos apresentaram profundas alterações em seus microbiomas, além de um aumento de, em média, 15% no índice de gordura corporal.

Além disso, os animais passaram a apresentar diferentes tipos de bactérias em seus organismos, assim como alterações genéticas relacionadas com a forma como o metabolismo absorve os carboidratos e regula os níveis de colesterol.

Outro estudo, no qual 11 mil crianças foram avaliadas, apontou evidências consistentes de que aquelas que receberam doses de antibióticos antes dos 6 meses de vida sofreram aumento de massa corporal anos mais tarde.

Antibióticos na pecuária

(Fonte da imagem: Thinkstock)

Um exemplo de ganho de peso através do uso de antibióticos são os animais criados em fazendas nos EUA, que recebem pequenas doses dessas substâncias para ganhar peso e crescerem mais depressa. Tanto que 80% de todos os antibióticos que circulam no país são destinados a esses animais.

Os pesquisadores já iniciaram novos experimentos com ratos para verificar o efeito dessas drogas quando são administradas da mesma forma como é feita com os humanos — enquanto os animais recebem pequenas doses de forma constante, os humanos as recebem em grandes doses e poucas vezes — para avaliar os resultados.

Além disso, os cientistas pretendem descobrir se a carne e os laticínios provenientes de animais que receberam antibióticos também apresentam efeitos metabólicos ao serem consumidos por humanos.

Fonte: WIRED