(Fonte da imagem: Reprodução/DigInfo TV)

De acordo com o pessoal do DigInfo TV, um grupo de cientistas da Universidade Gifu, no Japão, desenvolveu um modelo anatômico virtual que pode ser utilizado por estudantes de Medicina para analisar o sistema nervoso e o cérebro sem a necessidade de dissecar corpos humanos.

Segundo a notícia, os pesquisadores criaram uma espécie de manequim sobre o qual imagens tridimensionais em alta resolução são projetadas e, por meio de um visor especial, os estudantes podem movimentar as imagens e estudar as estruturas que desejem através de qualquer ângulo.

O visor conta com sensores que enviam sinais ao sistema cada vez que o estudante move o aparelho, fazendo com que a imagem seja automaticamente adaptada para que nunca pareça distorcida para quem a está observando. Embora o corpo humano virtual não seja nenhuma novidade, o novo sistema de visualização interativa a partir de qualquer ângulo possível pode facilitar bastante a observação do funcionamento de nervos, músculos e demais estruturas.

Fonte: DigInfo TV