Mulher usa pincel de maquiagem para cobrir espinha e fica paraplégica
312
Compartilhamentos

Mulher usa pincel de maquiagem para cobrir espinha e fica paraplégica

Último Vídeo

A notícia é bizarra e triste: uma mulher pediu emprestado o pincel de maquiagem de uma amiga para cobrir uma espinha, contraiu uma infecção por causa disso e vai ficar o resto da vida em uma cadeira de rodas.

Jo Gilchrist, de 27 anos, começou a sentir os primeiros sintomas de que algo estava errado no Dia dos Namorados – comemorado em 14 de fevereiro em vários países. “Tudo começou com uma dor nas minhas costas, mas achei que fosse problema de postura”, relata a jovem.

“A dor era intensa, pior que a do parto”, explica ao falar sobre a evolução de seu quadro. Gilchrist foi internada no Hospital Princess Alexandra, em Brisbane, na Austrália. Depois disso, ela começou a sentir seu corpo ficar dormente e precisou fazer uma cirurgia de emergência.

Jo Gilchrist contraiu uma bactéria ao compartilhar um pincel de maquiagem

Ao retornar do centro cirúrgico, o diagnóstico: ela estava com uma grave infecção por conta de uma bactéria Staphylococcus Aureus. Esse é um tipo comum de bactéria de pele, sendo que 1 em cada 3 pessoas a possui, sem nunca desenvolver nenhuma infecção.

Foi então que ela entendeu tudo: sua melhor amiga estava com uma infecção no rosto e as duas compartilharam o mesmo pincel de maquiagem. Jo Gilchrist queria disfarçar uma espinha, mas como estava com o sistema imunológico baixo, acabou pegando a grave infecção que a deixou paraplégica.

Fisioterapia tenta devolver os movimentos das pernas à jovem

“Minha melhor amiga está se sentindo horrível, mas não é culpa dela”, analisa Gilchrist. A bactéria se alojou em sua coluna vertebral e os antibióticos demoraram a fazer algum efeito. Ela perdeu a sensibilidade abaixo do umbigo e não tem mais controle sobre as pernas e órgãos como bexiga e intestino.

Ela segue internada e o tratamento para se livrar das bactérias deve durar mais três meses, no mínimo. Gilchrist já começou a fazer fisioterapia para tentar recuperar os movimentos e recebe injeções de felicidade cada vez que seu filho Tommy a visita no hospital.

Ela também aguarda ansiosa que seu músico favorito, Seth Sentry, vá vê-la. “Meus amigos fizeram uma campanha virtual, ele acabou vendo e me mandou uma mensagem, mas como estava em turnê ele disse que não poderia vir neste momento”, relata esperançosa.

Filho está na casa de parentes a duas horas de distância do hospital e visita a mãe sempre que pode

Via EmResumo

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.