Centro cirúrgico: os piores cheiros que os médicos podem sentir
2.899
Compartilhamentos

Centro cirúrgico: os piores cheiros que os médicos podem sentir

Último Vídeo

Se alguém tem curiosidade sobre algum assunto, é só fazer uma breve pesquisa que uma grande lista de matérias, imagens, vídeos e tudo mais o que você imagina estará disponível em poucos cliques.

Não é raro que os mais corajosos, ou melhor, com sangue-frio já tenham se aventurado nos vídeos que mostram cirurgias em detalhes, como se o espectador estivesse lá – dentro da sala e quase com a mão no bisturi.

Mas há algo que você nunca vai sentir pela internet (pelo menos por enquanto): o cheiro. Sarah Laskow resolveu publicar a sua primeira experiência em um centro cirúrgico no site Atlas Obscura, destacando um lado que apenas os cirurgiões conhecem bem.

Tudo tão limpo. Mas qual será o odor?

Sarah conta que tinha apenas 11 anos quando o pai, médico, a convidou para assistir a uma de suas operações. Sua primeira impressão foi sobre o quarto: tão organizado e estéril que ela nunca imaginou o que o seu nariz estava prestes a sentir.

Mesmo que você não seja chegado no assunto, deve saber que, assim que o procedimento começa, é necessário que a pele do paciente seja cortada por um bisturi. Para atravessar a gordura, o equipamento usado é o cautério elétrico, que chega a temperaturas muito altas.

Aí é que começa o problema para os olfatos menos experientes: Sarah explica que o cautério sela os vasos sanguíneos para limitar qualquer sangramento. Com isso, um cheiro de carne queimada passa a tomar conta do ambiente. Ela conta que sentiu um odor tão nauseante que precisou deixar a sala por um momento.

Oh, que cheiro é esse?

Para piorar a situação, ela lembra que também havia uma fumaça no local, que tinha um cheiro semelhante a cabelo queimado – mas muito pior. Como você deve imaginar, cirurgiões e assistentes já estão habituados a isso, e ela revela que alguns comparam o odor a um churrasco.

Se a operação envolver o corte de ossos, outro aroma bizarro vai se misturar no ar. Junte a essa combinação o sangue, que tem algo de metálico, e, em algumas situações, a bile. Consegue imaginar?

Curiosamente, ela conta que tumores cancerosos não possuem nenhum cheiro particular que se destaque, mesmo que os cães sejam treinados para farejar a doença. Cérebros também não têm cheiro.  

Quais são as cirurgias com pior odor?

Sarah revela que, normalmente, são as operações que envolvem algum tecido morto ou em decomposição e partes que possuam bactéria, pus, entre outros, que estão entre as com pior odor. Peritonite, uma infecção do abdômen, cheira "praticamente como um cadáver em decomposição", segundo a jovem.  

Ninguém quer sentir isto!

Ela também revela que existe uma cor que, quando vista durante a cirurgia, é prelúdio de que suas narinas não ficarão nada felizes: o verde. Tal coloração pode figurar num abscesso perianal, que é uma quantidade de pus próximo ao ânus. Para tratá-la, o cirurgião tem que liberar tudo que está ali dentro. Existem vídeos sobre isso, mas eu não aconselharia você a assistir.

Você já ouvir falar da síndrome de Fournier? Esta doença provoca uma infecção bacteriana na região genital, o que leva a gangrena. O tratamento envolve antibióticos e cirurgia para remover a carne morta. O cheiro? Sarah diz que um estudante de medicina descreveu como “cocô e lodo de esgoto misturado a podridão e mortos”.

Mas parece que o campeão do mau cheiro é o intestino! Não precisa ser um gênio para saber que a combinação de fezes e carne morta deve ser um horror. O pai de Sarah contou à jovem que “o cheiro parece permear através do avental e das luvas, ficando grudado em você”. Pode lavar suas mãos o quanto quiser, o odor não vai desaparecer tão facilmente. 

Qual é o pior cheiro que você já sentiu? Comente no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.