Viralizou: mulher posta foto de biquíni e desabafa depois de gestação
882
Compartilhamentos

Viralizou: mulher posta foto de biquíni e desabafa depois de gestação

Último Vídeo

“Não, isto não é uma foto de antes e depois de perda de peso. Mas é uma história de vitória. Eu escrevo isso de coração”. Foi dessa maneira que a australiana Laura começou uma publicação em sua página no Facebook, Mum on the Run, dedicada a falar sobre as dores e as delícias da maternidade e da vida de uma mãe moderna que busca quebrar todo tipo de tabu.

Sabendo que a maioria das montagens de fotos que revelam diferença de peso são publicadas quando as pessoas conseguem eliminar os quilos em questão, Laura quis fazer um pouco diferente e mostrou seu corpo como era antes e como ficou após a gestação dos filhos.

Na foto anterior, Laura conta que sua barriga chapada não tinha estrias e gordura localizada, e que, naquela época, ela vivia fazendo dieta para manter o padrão corporal: “Eu não comia carboidratos e quase nenhum vegetal. Apenas carne. Mas eu amava porque eu perdia peso rapidamente e quanto mais os ossos ficavam protuberantes mais eu valorizava a mim mesma. Eu terminei odiando carne, e estava sempre com azia”, disse ela.

Autoimagem

Apesar de tanto sacrifício, Laura se via como uma pessoa gorda quando olhava para a própria imagem na primeira foto. As pessoas próximas diziam o contrário e a elogiavam pela “boa” forma, perguntando até mesmo que tipo de exercício ela fazia para ficar com aquele corpo.

“À direita sou eu agora. Estrias. Um umbigo caído. Mais redonda, sem ossos salientes, mas com mais covinhas que representam celulite”, descreveu ela, afirmando que essa nova foto as pessoas não querem ver: “De repente não é mais ok. Não é mais agradável aos olhos. Não é um corpo para ser admirado”.

“Este corpo não é um resultado de apenas carne. É um resultado de comer de tudo. Frutas, vegetais, carboidratos; macarrão, arroz, bolo, chocolate... Às vezes 20 nuggets de frango. Peixe... Não é sempre saudável, mas 99% disso é. Os nuggets são para quando estou cansada... Certeza”, continuou ela.

Sobre fazer humanos

<3

No texto, ela diz que as cicatrizes, as estrias e a barriga flácida são “porque eu fiz humanos”. Apesar de ter se rendido às delícias culinárias que vão além da dieta de base exclusivamente proteica, Laura fala que não gostava de seu “novo” corpo: “Este corpo não merecia lingerie sexy ou um novo guarda-roupas. Às vezes eu nem queria tirar fotos de gravidez porque tinha vergonha de quão grande eu parecia”.

Continuando seu desabafo, Laura explica que se sentia forçada pelas pessoas próximas a amar seu corpo durante e após a gestação: “Bem, eu não me importo. Eu quero ser magra. Mas, m3rd@, quando eu era, eu não era feliz. E eu certamente não era saudável”, concluiu.

Em relação à sua forma física de agora, Laura afirma que teve muito mais conquistas com este visual do que com o corpo sarado de antes: “Eu tenho comido mais comidas boas. Eu tenho vivido mais, tenho compartilhado mais, tenho aproveitado mais. Eu fiz vida. Este corpo, ESTE corpo deveria ser celebrado e admirado”.

Deveria mesmo

Na sequência, ela diz que agora entende que deveria amar e admirar a si mesma, que é preciso celebrar todos os tipos de corpo e suas histórias, afirmando que todas as pessoas deveriam ser celebradas: “O que quer que seja refletido em nossos corpos nós deveríamos admirar”.

Laura deixa claro que ainda quer voltar a ter a forma física que tinha na primeira foto, que sente falta daquele corpo, mas que quer conseguir isso de uma maneira saudável física e mentalmente, que quer ter orgulho de seu corpo e ficar em paz com ele e, para isso, quer gostar da sua forma física como ela está agora.

“Então ame o seu corpo, porque você realmente, realmente mesmo, só tem um (nesta vida, pelo menos)”. Nós não poderíamos concordar mais com ela. E você, o que acha?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.