Homem morre após ser baleado por própria armadilha caseira

Homem morre após ser baleado por própria armadilha caseira

Último Vídeo

As autoridades do estado de Maine, nos Estados Unidos, foram surpreendidas com uma tragédia inusitada no dia de Ação de Graças. Ronald Cyr, 65 anos, ligou para o setor de atendimento da polícia de Van Buren alertando ter sido baleado. Ao chegar no local, os policiais descobriram que o disparo tinha sido resultado de uma armadilha plantada pelo próprio morador na tentativa de evitar possíveis assaltos em seu domicílio. 

(Fonte: Pixabay)

Os paramédicos chegaram à casa de Ronald Cyr junto a polícia para prestar assistência médica. Entretanto, o homem não resistiu aos ferimentos causados pela bala e acabou falecendo. Ao vasculhar a cena do incidente, a polícia descobriu um dispositivo na porta de entrada criado pelo próprio Cyr, onde uma arma estava acoplada com o objetivo de efetuar um disparo em uma eventual tentativa de invasão domiciliar. Em outra busca mais aprofundada, os oficiais descobriram mais alguns dispositivos espalhados pelo imóvel e decidiram acionar o esquadrão antibombas de Maine para auxiliar na operação.

Após as investigações à casa de Ronald Cyr nas primeiras horas do dia 29 de Novembro, as autoridades decretaram a causa da morte como "resultado de um disparo não intencional de um de seus dispositivos caseiros".

Pedido de ajuda ignorado

(Fonte: Unsplash/Jenna Anderson)

Segundo os irmãos de Cyr, Mark e Lorraine, o homem já havia alertado há muito tempo sobre o desaparecimento de ferramentas e tintura para carro em meio aos seus pertences. Para eles, o irmão já tinha conversado com as autoridades a respeito do caso, mas a polícia "o tratou como se fosse seníl", disse Mark. A família entende que o falecido irmão tinha medo de possíveis invasões domiciliares e, como a polícia não teria tomado qualquer tipo de atitude sobre o caso, ele resolveu tomar conta da situação com as próprias mãos. 

Ronald Cyr teria instalado cercas e câmeras de vigilância no objetivo de aumentar a proteção de sua casa durante os últimos anos. Porém, de tempos para cá, após não se sentir seguro o suficiente, o homem resolveu acrescentar armadilhas ao seu lar. "Nós não éramos a favor dele fazer esse tipo de coisa porque ele nunca esteve habituado com armas — sério, esse não era o forte dele — mas ele estava muito frustrado", completou Lorraine.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.