Homem é flagrado roubando US$ 600 em sangue de gato

Homem é flagrado roubando US$ 600 em sangue de gato

Último Vídeo

Um homem norte-americano foi flagrado enquanto roubava sangue de gato de uma clínica veterinária. O caso, que ocorreu na Flórida neste mês de setembro, está intrigando bastante as autoridades locais, que ainda não conseguiram identificar o ladrão e o motivo concreto para ele ter arquitetado um assalto de cerca de US$ 600 em amostras, aproximadamente R$ 3,4 mil.

Segundo imagens de segurança obtidas no local, o homem caminhou até a porta da clínica Anastasia Cat Clinic, em St. Augustine, onde uma caixa com amostras de sangue havia sido deixada, possivelmente a fim de análises laboratoriais. Ele então as inspecionou, como se procurasse alguma informação específica e um tempo depois deixou o local carregando parte do conteúdo reservado para o estabelecimento.

(Fonte: Gabinete do xerife do condado de St. Johns/Facebook)
(Fonte: Gabinete do xerife do condado de St. Johns/Facebook)

Cerca de 20 minutos depois da ação, outro homem é visto se dirigindo à clínica, aparentemente com roupas similares às do assaltante, porém sem a mochila e a prancha de skate. Ele, então, pega a caixa que havia sido deixada no local e retorna para seu automóvel. 

Até então, a polícia da Flórida ainda tenta investigar a ação do suspeito, na tentativa de identificá-lo e realizar uma apreensão para compreender quais os motivos que o levaram a roubar frascos de sangue de gato, um produto que nem sequer possui popularidade entre os comerciantes de plasma sanguíneo nos Estados Unidos.

Sangue como objeto comercial

Apesar do sangue de animais domésticos não movimentar as exportações norte-americanas, o sangue humano é visto como uma espécie de “bem global” e totalizou cerca de US$ 8,8 bilhões em movimentação durante o ano de 2019, com uma valorização de 4,4% entre 2018 e 2019.

(Fonte: Getty Images/Reprodução)
(Fonte: Getty Images/Reprodução)

Os Estados Unidos se destacaram como o segundo país que mais exportou sangue em 2019, arrecadando cerca de US$ 1,8 bilhão, algo em torno de 20,1% das exportações globais de plasma sanguíneo de seres humanos e animais. Além disso, dos 1.000 centros de doação distribuídos pelo planeta, 700 estão localizados no território norte-americano.

Mesmo com a alta taxa de exportações e comercialização de plasma sanguíneo, as motivações do ladrão de sangue de gato ainda estão mascaradas e a polícia local deve continuar com sua investigação particular nas próximas semanas.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.