Rádio transmitia mensagem 'fantasma' ininterruptamente desde 2013

Uma estação de rádio AM da cidade de Washington (Estados Unidos), que deveria estar desativada, vinha transmitindo a mesma mensagem continuamente há oito anos, todos os dias, e aparentemente ninguém notou. A bizarrice só foi percebida no último dia 1º de março, quando um pesquisador de segurança descobriu e relatou o fato em sua conta no Twitter.

De acordo com o integrante do Departamento de Ciência da Computação e Direito da Universidade de Georgetown Matt Blaze, responsável pela descoberta, uma estação de rádio de baixa potência operada pelo Departamento de Transporte de Washington reproduzia uma gravação em loop de uma reportagem que foi ao ar originalmente no dia 21 de janeiro de 2013.

Na gravação, que podia ser escutada na frequência 1650 kHz do AM, mas só em algumas áreas do município, havia um alerta para os ouvintes da emissora informando sobre a interdição de ruas para a posse do então presidente dos EUA Barack Obama (naquele dia, ele iniciava o segundo mandato).

Afinal, porque essa gravação do boletim informativo ainda era transmitida sem parar, mesmo depois de ter sido divulgada há oito anos, sem ninguém reclamar da repetição?

Solucionando o mistério

O mais provável é que alguém simplesmente tenha se esquecido de desligar o interruptor do transmissor. Quem afirma é o chefe de segurança de comunicações da Agência de Segurança Interna e Gerenciamento de Emergências de Washington Bill Curry.

Em entrevista ao The Drive, ele disse acreditar que o sinal pode ter sido originalmente transmitido em muitas estações temporárias para facilitar o aviso à população sobre as interrupções no trânsito. Todos esses transmissores deveriam estar desativados há algum tempo, mas pelo visto não foi o que o aconteceu.

A reportagem só era sintonizada em determinadas áreas da cidade de Washington, na frequência AM. (Fonte: Unsplash)A reportagem só era sintonizada em determinadas áreas da cidade de Washington, na frequência AM. (Fonte: Unsplash)

De acordo com Curry, alguns dos transmissores podem ter sido fixados em postes de telefones, enquanto outros possivelmente foram colocados em reboques de duas rodas, que facilitam o transporte dos equipamentos quando necessário. Tais veículos são alimentados por energia solar, para que possam operar sem depender de uma fonte de energia externa.

E pode ter sido o painel solar do reboque que fez o transmissor responsável pela mensagem funcionar durante todos esses anos ininterruptamente. Curry acredita que a fonte do misterioso sinal de rádio AM em Washington seja um transmissor esquecido em uma garagem ou estacionamento abandonado, alimentado pela luz do Sol, que transmitiu as mesmas informações sobre o tráfego nos últimos oito anos.

À procura do sinal

Apaixonado por rádio, Curry conseguiu captar a misteriosa transmissão de rádio de 2013, noticiada por Blaze, utilizando um antigo rádio Zenith Transoceanic. Ele logo ficou curioso para descobrir de onde o sinal estava sendo transmitido em loop, para comprovar sua teoria.

O chefe de segurança reuniu a equipe e foi à caça do sinal, usando um localizador de direção de rádio (RDF, na sigla em inglês), que como o próprio nome diz é um equipamento capaz de encontrar a direção de uma determinada fonte de rádio.

O sinal era emitido de algum lugar desconhecido na cidade de Washington. (Fonte: Unsplash)O sinal era emitido de algum lugar desconhecido na cidade de Washington. (Fonte: Unsplash)

Colocando o dispositivo com sua antena unidirecional para funcionar, ele iniciou a caçada, que parece ter sido concluída com sucesso pouco tempo depois — no dia 3 de março, dois dias após a postagem no Twitter, o sinal já havia sido desativado, não podendo mais ser sintonizado em Washington.

Segundo a publicação, a equipe comandada por Bill deve ter encontrado o transmissor mencionado por ele e finalmente o desligou, fazendo o trabalho que estava inacabado desde 2013. No entanto, nenhuma informação sobre a localização da fonte do sinal foi divulgada, deixando o mistério no ar.

Ouça a mensagem "fantasma"

Apesar de a transmissão “fantasma” não estar mais no ar, Blaze fez uma gravação dela na íntegra, antes de o sinal ter sido desativado pelas autoridades. A reportagem, que mais parece uma mensagem como aquelas transmitidas via rádio por sobreviventes de filmes de catástrofe, pode ser ouvida no site do pesquisador (áudio em inglês).

Curiosamente, quase ninguém percebeu que a mensagem ficou no ar por oito anos. (Fonte: Pixabay)Curiosamente, quase ninguém percebeu que a mensagem ficou no ar por oito anos. (Fonte: Pixabay)

Como é possível notar, trata-se de uma transmissão cheia de interferências e ruídos, dificultando o entendimento da mensagem em sua maior parte. Um dos alertas identificados pelo pesquisador pede aos moradores para evitar a “ponte da 14th Street”, que estaria interditada naquela data.

Segundo Blaze, a fonte do sinal estaria em algum terreno na área nordeste da capital dos EUA. Já quanto ao fato de a transmissão passar despercebida, a explicação é simples: o rádio AM foi praticamente deixado de lado nos últimos anos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.