Seja o primeiro a compartilhar

6 grandes empresas e as teorias da conspiração por trás delas

Se você é do tipo de pessoa que adora uma teoria da conspiração já deve até saber que algumas grandes empresas estão envolvidas em histórias de arrepiar os cabelos. Algumas histórias são mais plausíveis, até comprovadas, outras seguem no campo da especulação, como é o caso de todo bom "causo" dessa natureza.

Pensando nessas pessoas, separamos uma lista com seis companhias que estiveram envolvidas com esse tipo de polêmica em algum momento das suas existências. Você pode se surpreender. Olha só!

1. Nestlé

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Nos anos 1970, a Nestlé passou a vender fórmula para bebês na África, o que coincidiu com um grande aumento nas mortes de crianças na região. Quando a Organização Mundial da Saúde (OMS) identificou que as milhões de mortes eram resultado da desnutrição e diarreia pelo aumento do uso de fórmulas infantis misturadas com fontes de água contaminada, a resposta da empresa não foi nada legal.

Na época, a companhia respondeu que a culpa era das mães das crianças que morreram e relevou o fato de ter privatizado e encarecido o preço de diversas fontes de água potável no mundo. Nada legal.

2. Coca-Cola

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Apesar de já ter retirado o uso de cocaína da sua fórmula, a empresa de refrigerantes Coca-Cola é acusada de movimentos não muito justos nos Estados Unidos. Nos bastidores, acredita-se que a empresa financie secretamente organizações sem fins lucrativos para dizer aos norte-americanos se concentrarem nos exercícios em vez de cuidar do que comem e bebem, colaborando para o aumento da obesidade na região.

3. Google

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

Apesar de a Google ter colaborado muito para o aprimoramento dos mecanismos de busca na internet, a companhia não está livre de tomar decisões controversas, o que inclui silenciar pontos de vista, ideias e discurso que seus executivos não querem espalhar.

Na China, denúncias dizem que a empresa chegou a trabalhar junto do governo federal  do país para censurar conteúdos que não desejavam que chegassem aos habitantes do país.

4. Monsanto

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

A Monsanto tornou-se uma das principais empresas do ramo da agricultura e biotecnologia no mundo, mas isso colocou em risco a saúde do planeta. No passado, a companhia chegou a produzir em alta escala poluentes orgânicos e outros químicos tóxicos que contaminavam os alimentos. 

Além disso, foi a Monsanto que criou o Agente Laranja, uma mistura de herbicidas, usada pelos Estados Unidos na Guerra do Vietnã, que resultou no nascimento de meio milhão de bebês com defeitos congênitos.

5. Volkswagen

(Fonte: Hoffmann/Getty Images)(Fonte: Hoffmann/Getty Images)

Fundada pelo partido nazista em 1937, a Volkswagen surgiu como uma ideia de Adolf Hitler para concorrer com os carros produzidos pelo norte-americano Henry Ford. Em sua origem, a produtora de automóveis alemã tinha como objetivo mostrar o poder e dominação da Alemanha nazista.

Após a Segunda Guerra Mundial, entretanto, vale ressaltar que a companhia fez um grande trabalho para limpar sua imagem e passou a ser considerada líder na produção de tecnologia verde.

6. Bayer

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Outra empresa ligada ao nazismo foi a farmacêutica Bayer. Apesar de ter sido responsável pela criação da aspirina, a empresa também chegou a sugerir heroína para tratar a tosse em crianças e também administrava seu próprio campo de concentração durante a Segunda Guerra Mundial.

Além disso, nos anos 1980, a empresa também esteve envolvida em um escândalo por ter infectado milhares de pessoas com HIV após vender produtos contaminados a pacientes hemofílicos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.