7 lugares em que é possível encontrar um tesouro enterrado
400
Compartilhamentos

7 lugares em que é possível encontrar um tesouro enterrado

Último Vídeo

1. Parque Estadual Cratera dos Diamantes

Localizado no estado do Arkansas, nos Estados Unidos, o parque atraiu muitos mineradores no começo dos anos 1900. Entretanto, com o tempo, a prática no local diminuiu e ficou praticamente esquecida até a década de 1950, quando um turista encontrou um diamante de 15 quilates, que ficou conhecido como “A Estrela do Arkansas”.

Desde então, 37 dos 900 acres do parque são destinados aos turistas que pretendem fazer uma graninha ao descobrir um tesouro. Todos os dias são encontradas pedrinhas pequenas e ao menos uma por ano possui um tamanho significativo, ou seja, acima de 3 quilates. Porém, para entrar no parque procurar os diamantes é necessário pagar uma taxa: US$ 8 para adultos e US$ 5 para crianças.

Você pode testar a sorte de encontrar diamantes no local

2. Enseada Jade

Já imaginou encontrar pedras preciosas enquanto curte a paisagem litorânea? Você pode fazer isso na Jade Cove, uma enseada na costa central da Califórnia, nos Estados Unidos. Depois de uma tempestade, quando a maré está mais baixa, é relativamente comum encontrar pedras de jades trazidas pelas ondas e depositadas no local – muito mais legal que catar conchinhas, hein?

Só que existe um porém: o lugar não tem um acesso muito simples, o que afasta potenciais caçadores de relíquias. Além disso, quem se aventura pelo local não pode levar equipamentos de mineração, tendo que se contentar com “presentes” entregues pela maré. O lugar também é ótimo para a prática de surfe e atrai muitos atletas dessa modalidade.

Pedras de jade normalmente aparecem depois de tempestades

3. A mina perdida de Ozark Hills

No século 18, o cobre era muito mais valorizado. O norte-americano Joseph Slater fez fortuna com a mineração desse metal, mas nunca revelou onde exatamente ficava a sua mina. As pessoas apenas sabem que ela ficava em Jacks Fork, atualmente chamada de Ozark Hills, no estado do Missouri.

Essa mina era uma das mais rentáveis dos Estados Unidos, e o cobre escoava por barcos até Nova Orleans. Slater e sua filha eram os únicos que sabiam a localização exata da mina e a cobriram muito bem quando precisaram se mudar para longe – eles tinham planos de voltar, mas isso nunca aconteceu. Em mais de um século, ninguém foi capaz de encontrar a mina, que atrai curiosos até os dias de hoje.

As colinas de Ozark Hills devem esconder a entrada de uma das mais rentáveis minas da história dos Estados Unidos

4. Tesouro do San Miguel

Em 1715, o navio espanhol San Miguel afundou no oceano Atlântico, próximo à ilha Amelia, na Flórida. Só que ele nunca foi achado! Para aumentar o mistério, ele estava carregado com uma quantidade enorme de ouro e outros itens caríssimos, que juntos poderiam somar US$ 2 bilhões nos dias de hoje!

Acredita-se que ele esteja perto da ilha Amelia porque outros navios que faziam a escolta do San Miguel foram encontrados nessa região. Entretanto, até agora, nenhum sinal do tesouro gigantesco foi observado. Eu não sei vocês, mas estou comprando uma passagem para a Flórida agora mesmo...

Tudo indica que o San Miguel afundou perto da ilha Amelia

5. Tesouro de Dutch Schultz

Arthur Fleganhiemer, mais conhecido com Dutch Schultz, fez fortuna vendendo licor e loteria contrabandeados nos conturbados anos 1920, em Nova York. Ao ser preso e processado por evasão de dívidas, ele supostamente revelou que escondeu parte de sua grana em um lugar secreto nas montanhas de Catskill. O tesouro incluía mais de US$ 1 mil, diamantes e moedas de ouro.

Ele conseguiu escapar da condenação, mas não chegou a pôr as mãos de novo no seu tesouro porque foi morto a tiros por criminosos rivais. Enquanto agonizava, ele teria murmurado palavras que indicariam o lugar onde a grana estava escondida. Muitos acreditam que exista um mapa perdido que aponte o local, mas, até hoje, nada foi comprovado.

Muitos acreditam que o tesouro está em algum lugar próximo à pequena cidade de Phoenicia

6. Tesouro de Thomas Beale

Você é bom em decifrar códigos? Os números abaixo supostamente contam onde estaria enterrado o tesouro de Thomas Beale. Ele fazia parte de um grupo encontrou uma grande fortuna enterrada no Velho Oeste norte-americano, em 1819, e a levaram até o estado da Virgínia, onde novamente a enterraram.

Antes de voltarem ao primeiro local, para buscar mais riquezas, Beale teria escrito os números abaixo como uma espécie de mapa codificado com a localização do tesouro. Como o grupo nunca mais retornou do Velho Oeste, o primeiro tesouro que eles encontraram ficou perdido para sempre, já que ninguém conseguiu decifrar o seu enigma. Até hoje, criptógrafos trabalham nos números na esperança de decodificá-los.

Decifre o código e herde uma fortuna

7. Tesouro de Forrest Fenn

No poema “The Thrill of the Chase” (algo como “A Emoção da Caça”), o milionário escritor Forrest Fenn disse que colocou uma pista sobre onde ele teria escondido um tesouro avaliado em mais de US$ 1 milhão! Em escritas posteriores, novas pistas teriam sido incluídas por Fenn, mas até hoje ninguém encontrou essa suposta bufunfa.

Até agora, acredita-se que a grana esteja em algum lugar nas montanhas do estado do Novo México, nos Estados Unidos. No começo de 2016, um homem morreu enquanto caçava o tesouro do Fenn, que foi criticado e questionado se a história não passava apenas de uma brincadeira. Ele falou que era legítimo e emendou: “Ninguém deve procurá-lo em lugares onde um homem de 80 anos não poderia escondê-lo”.

ttttttttttttttt

*Publicado em 17/08/2016

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.