Novos estudos revelam que existem 4 tipos de depressão
641
Compartilhamentos

Novos estudos revelam que existem 4 tipos de depressão

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Uma pesquisa divulgada no Nature Medicine revelou resultados de estudos neurológicos recentes sobre depressão. De acordo com as análises, existem evidências de quatro tipos diferentes da doença.

Por não ser visivelmente percebida, como uma infecção de garganta, a depressão é difícil de ser estudada ainda, assim como acontece com outras doenças mentais. Para esse tipo de diagnóstico, médicos se atentam à descrição do paciente sobre o que ele pensa e sente – o problema é que mesmo essas descrições não seguem um padrão, mostrando que doenças psiquiátricas diferentes podem apresentar sintomas parecidos.

Para Conor Liston, da Weill Cornell Medical College, a compreensão neurológica da depressão é difícil justamente porque todos os tipos são agrupados em um só.

Com a ajuda de outros pesquisadores, Liston analisou uma série de imagens de ressonância magnética funcional de 1.188 pessoas de 17 diferentes regiões do mundo, sendo que 40% delas tinham o diagnóstico de depressão. Ao todo, foram analisadas 258 regiões cerebrais de cada indivíduo.

Diferenças

A ideia inicial era descobrir diferenças cerebrais entre pessoas com depressão e pessoas sem depressão. Elas foram, de fato, encontradas, e os cientistas conseguiram também colocar as pessoas diagnosticadas em quatro categorias.

No final da análise, descobriu-se que os subtipos 1 e 2 eram dos pacientes que sentem muita fadiga, enquanto os subtipos 3 e 4 são os de pessoas que têm problemas para sentir prazer em diferentes aspectos da vida.

Assim como os sintomas mais proeminentes variaram, os tratamentos mais adequados também mudavam de pessoa para pessoa – os pacientes do tipo 1 se sentem melhor quando submetidos à estimulação magnética transcraniana, que é um método que usa impulsos eletromagnéticos para “acordar” o cérebro lento.

Mais estudos precisam ser realizados nesse sentido, para que tanto diagnóstico quanto tratamento sejam feitos com mais eficiência. Vale lembrar que é fundamental procurar ajuda médica e psicológica caso haja suspeita de quadro depressivo.

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.