Consumo de chocolate pode reduzir o risco de AVC
12
Compartilhamentos

Consumo de chocolate pode reduzir o risco de AVC

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Crédito: Thinkstock

Uma ótima notícia, ainda mais na semana da Páscoa, acaba de ser divulgada. Mais um ponto positivo para o consumo de chocolate foi revelado por uma pesquisa da Universidade de Glasgow, na Escócia, que mostrou que o hábito pode reduzir o risco de acidente vascular cerebral (AVC).

O estudo, publicado na revista especializada Neurology, mostrou como a ingestão de chocolate afeta os vasos sanguíneos, afirmando que, quando consumido com moderação, o alimento tem um efeito direto na circulação de sangue do cérebro.

Leia também:

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores mediram a velocidade do sangue que flui através da maior artéria do cérebro de vários voluntários enquanto eles comiam chocolate deitados. Dessa forma, eles descobriram que o chocolate tinha um efeito sobre os níveis de dióxido de carbono que afetava os vasos sanguíneos, sendo que o fluxo de sangue melhorou e, por sua vez, o impacto sobre as células do cérebro.

O Professor Matthew Walters, que liderou o estudo, disse: "O consumo de uma barra de chocolate normal foi associado com uma mudança na rigidez dos vasos sanguíneos. Isso levanta a possibilidade de que haja um efeito direto de algum componente do chocolate sobre eles, muito provável devido às moléculas dos flavonoides”.

Os flavonoides benéficos, encontrados no cacau e em outros alimentos, são antioxidantes que contribuem também para a prevenção de doenças cardíacas. No entanto, o chocolate também tem um elevado teor de açúcar e gordura que pode causar obesidade e outras doenças. Por isso, prefira as opções de chocolate amargo, que podem ser encontrados no mercado variando de 55 a 85% cacau, que têm pouco açúcar e maior concentração de antioxidantes.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.