23 bizarrices sobre a Coreia do Norte
909
Compartilhamentos

23 bizarrices sobre a Coreia do Norte

Último Vídeo

Além de ter descoberto o esconderijo de um unicórnio e dar uma aumentadinha na frota naval com a ajuda do Photoshop, a Coreia do Norte, seus líderes e sua população são responsáveis por mais uma série de bizarrices.

Como se trata de um país com um regime extremamente fechado e um líder autoritário que ocupa a posição de ditador, muitas vezes não é possível saber até que ponto as informações que circulam na mídia são realmente verdadeiras.

Entre os inúmeros rumores sobre a Coreia do Norte, já se ouviu dizer que pessoas são executadas, que existem lugares semelhantes a campos de concentração e que os líderes esbanjam dinheiro enquanto algumas pessoas passam fome e vivem em condições difíceis – não que isso não aconteça por aqui, não é mesmo? –, por exemplo.

Prédio central do governo na capital norte-coreana. Fonte da imagem: Shutterstock - Astrelok

Abaixo você confere uma lista com mais algumas curiosidades interessantes e outras um tanto quanto esquisitas sobre o país asiático:

1. O nome oficial da Coreia do Norte é República Democrática Popular da Coreia;

2. The Onion, um dos maiores sites de humor da internet, divulgou em 2012 que o atual líder Kim Jong-un era o homem mais sexy da atualidade e a imprensa chinesa acreditou na brincadeira;

3. Acredita-se que a Coreia do Norte tenha uma quantidade de plutônio suficiente para construir seis armas nucleares e que esteja perto de se tornar um estado nuclearmente armado, o que poderia desencadear uma corrida armamentista na Ásia;

4. Ao contrário do que acontece no Brasil e em alguns outros países, os norte-coreanos brincam de gangorra em pé;

5. Registros oficiais apontam que o Grande Líder Kim Il-Sung (1948 – 1994) escreveu 1,5 mil livros em um período de três anos e ainda compôs seis óperas completas. De acordo com os mesmos registros, seu filho, Kim Jong-il, teria aprendido a andar com três semanas de idade e havia começado a falar com oito semanas. Família prodigiosa, não?;

6. Os norte-coreanos marcam os anos a partir do nascimento de Kim Il-sung e não de Jesus Cristo. Por esse motivo, agora eles estão em 103 e não em 2014;

7. Em grandes cidades da Coreia do Norte, as mulheres não podem usar calças ou andar de bicicleta. E as saias devem sempre cobrir os joelhos;

8. O segundo ditador do país, Kim Jong-il (1994-2011), era conhecido por mais de 50 nomes, incluindo “Querido Líder”, “Líder Supremo”, “Nosso Pai”, “O General”, “Generalíssimo” e muitos outros;

9. O japonês Kenji Fujimoto foi cozinheiro de Kim Jong-il e revelou que o líder norte-coreano só comia grãos de arroz que tivessem sido previamente selecionados. Antes de cozinhá-los, os funcionários inspecionavam grão por grão e escolhiam apenas os que estivessem perfeitos;

Retrato de Kim Jong-il. Fonte da imagem: Shutterstock

10. A incrível diferença entre o consumo de energia das duas Coreias foi mostrada em um vídeo da NASA – cada sul-coreano consome 10.162 kWh, enquanto os norte-coreanos gastam apenas 739 kWh;

11. A distribuição, o porte e o consumo de maconha é totalmente legal no país;

12. A cidade de Kijong-Dong, localizada na Zona Desmilitarizada da Coreia, ficou conhecida como uma cidade-fantasma. Existem rumores de que ela foi erguida na fronteira com a Coreia do Sul apenas para demonstrar superioridade. Na verdade, tudo indica que os prédios eram ocos, não tinham janelas e, portanto, ninguém morava lá;

13. Na mesma cidade fica a maior bandeira do mundo – o poste de 160 metros de altura sustenta uma bandeira que pesa cerca de 270 quilos;

14. Na década de 1990, todos os professores na Coreia do Norte precisavam saber tocar acordeon para que pudessem ser aprovados nos testes e conseguir a certificação de professor;

15. Por falar em música, quando crianças, alguns norte-coreanos tocam violão melhor do que muito adulto por aí;

16. Os norte-coreanos trabalham seis dias por semana e, no sétimo dia, são obrigados a fazer trabalhos voluntários (que daí não são mais voluntários, né?) – o que significa que as pessoas nunca têm um tempo livre;

17. A Coreia do Norte possui um programa espacial que tem um índice de sucesso de apenas 20%;

18. Pesquisadores norte-coreanos (nada tendenciosos) concluíram que a Coreia do Norte é o segundo país mais feliz do mundo, perdendo apenas para a China;

19. Todas as casas e empresas da Coreia do Norte possuem um rádio controlado pelo governo que nunca pode ser desligado, mas apenas ter seu volume reduzido;

20. A Coreia do Norte realiza eleições a cada cinco anos. Vale notar que as cédulas de votação sempre trazem apenas um candidato;

Estátuas de Kim Il-sung e seu filho Kim Jong-il. Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons

21. Todo mundo sabe que o acesso à internet é restrito e controlado na Coreia do Norte. Por esse motivo, existem apenas 605 usuários no país, o que não representa nem 0,01% da população;

22. Ainda sobre esse tema, sabe-se que a Coreia do Norte tem três hosts na internet, enquanto os Estados Unidos têm 439 milhões;

23. A idolatria pelos líderes da nação é tão grande que é comum os casos de pessoas que socorrem os retratos dos ditadores antes de qualquer outra coisa em caso de incêndio. Existem também abrigos subterrâneos (bunkers) para guardar as estátuas se houver uma guerra.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.