Criador da cerveja Corona deixou herança milionária a todos de seu vilarejo
2.500
Compartilhamentos

Criador da cerveja Corona deixou herança milionária a todos de seu vilarejo

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Se a ideia é pensar em alguém que realmente se preocupa com suas origens e que pensa em ajudar aqueles que marcaram sua vida, podemos usar facilmente como exemplo a história de Antonino Fernández, que criou a mundialmente famosa cerveja Corona.

Morto em agosto, Fernández deixou um testamento realmente generoso: basicamente, ele distribuiu sua fortuna entre os 80 moradores do vilarejo de Cerezales del Condado, na Espanha, onde ele cresceu e viveu durante boa parte de sua vida. Dessa forma, cada pessoa recebeu 2 milhões de libras, o equivalente a aproximadamente R$ 8,4 milhões!

De acordo com um dos herdeiros, Maximino Sanchez, que é proprietário do bar da localidade, os moradores do vilarejo nunca tiveram dinheiro sobrando. Ela diz que não sabe o que teria feito sem a valiosa ajuda do de Fernández.

Grande história

O cervejeiro se mudou para o México em 1949, quando tinha 32 anos de idade, e começou a trabalhar com em uma cervejaria do Grupo Modelo. Aos poucos foi se destacando em seu emprego, ao ponto de elaborar novos tipos da bebida, o que inclui a Corona, que está entre as mais vendidas do mundo. Fernández foi CEO da empresa de 1971 a 1997.

Desde que começou a ganhar muito dinheiro, ele passou a fazer filantropia. No município espanhol de León, Fernández criou uma empresa que oferecia empregos para pessoas com algum tipo de deficiência física. Seus trabalhos de caridade fizeram com que ele recebesse a Ordem de Isabel a Católica, uma ordem honorífica civil, diretamente do rei Juan Carlos. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.