Mulher afirma receber criações de personalidades que já morreram
57
Compartilhamentos

Mulher afirma receber criações de personalidades que já morreram

Último Vídeo

Uma mulher norte-americana de 83 anos acredita que se tornou um “canal de transmissão” para algumas personalidades artísticas que já morreram há muito tempo. Jenifer Whisper, moradora da cidade de San Diego, alega que ela recebe mensagens telepáticas de músicas inéditas de cantores famosos nos anos 20, como George Gershwin, e até novos personagens de Walt Disney.

Segundo ela contou ao The Huffington Post, isso acontece desde 1970, quando Gershwin se aproximou dela pessoalmente — o cantor faleceu em 1937. "Eu ouvi uma batida na porta e ninguém estava lá. Então ouvi uma voz dizer: `Olá Jenny! Sou eu, George Gershwin!’”, disse ela.

Canções

A mulher ficou surpresa que o compositor de "Rhapsody In Blue" escolheu ela em vez de sua irmã Madeleine, que Jenifer diz que era melhor com música. Ela disse que transmitiu essa informação para o fantasma de Gershwin, mas ele disse que seus talentos para a telepatia iriam compensar sua falta de conhecimento musical.

George Gershwin Fonte da imagem: Reprodução/Wikipedia

No dia seguinte, ela disse que ele enviou-lhe uma canção, "Love Is All There Is”. Outras vieram em seguida e são mais de 100 até agora.

"Eu sinto uma vibração vindo até mim e a partir dela eu sei que personalidade é". Judy Garland, atriz e cantora, famosa por ter vivido a personagem Dorothy no Mágico de Oz, também é uma das celebridades recorrentes nas transmissões de Jenifer, assim como Marilyn Monroe e Jimi Hendrix, que às vezes aparecem para um bate-papo sobre os seus trabalhos.

Novo personagem

Ela também afirmou que certa vez Walt Disney lhe “enviou” um novo personagem de desenho animado, que ele batizou de “Buda Mouse”, que seria um tio-tataravô do Mickey e que prega a verdade da reencarnação. Olha ele na imagem aqui de baixo.

Fonte da imagem: Reprodução/The Huffington Post

A mulher diz que chama as celebridades de “minhas estrelas superiores” e diz que todas elas passam as suas mensagens como um trabalho, tudo muito profissional, e raramente falam quaisquer revelações sobre a sua vida.

Processo de trabalho

No caso de quando ela recebe as canções dos cantores, Jenifer canta e grava em cassete. Em seguida, passa para um pianista traduzi-las em forma de partituras para que ela possa executar os números com os outros em vários shows na região de San Diego.

As revelações de Jenifer levantam a velha polêmica sobre a vida após a morte contra a falta de evidências e debates entre os céticos. Sua história também levanta outra grande questão: as músicas criadas pelos compositores que ela afirma ter contato quando eles ainda estão vivos  ainda rendem dinheiro. Então porque os responsáveis atuais por elas não divulgam as criações “pós-morte” para a população geral?

Segundo Jenifer, ela disse que nem saberia como fazer isso em nível mundial. Além disso, existem questões jurídicas que podem acabar na rede dos direitos autorais. Um especialista em música também analisou algumas criações supostamente transmitidas pelos cantores que Jenifer afirma receber e alegou que elas não são verdadeiras. E você, acredita na senhora das mensagens artísticas?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.