7 das roupas íntimas mais estranhas que existem
181
Compartilhamentos

7 das roupas íntimas mais estranhas que existem

Último Vídeo

A cada dia, vemos lançamentos na área de roupas íntimas, utilizando novas tecnologias de tecidos e modelagens, que proporcionam mais conforto e beleza nas peças. Entretanto, existem novidades desse setor por aí, que se destacam mesmo é pela bizarrice. Quer conferir alguns? Veja abaixo.

1 – O sutiã do amor verdadeiro

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

A Ravijour, uma fabricante de lingerie japonesa, lançou o “sutiã do amor verdadeiro” para comemorar os 10 anos da marca. Batizado de "True Love Tester", este foi o primeiro sutiã do mundo que só pode ser aberto pelo amor verdadeiro, segundo disse os representantes da Ravijour.

Com sensores embutidos e um fecho de alta tecnologia, a peça se conecta a um aplicativo de smartphone via Bluetooth. Então, os sensores monitoram a frequência cardíaca e o aplicativo analisa os dados recebidos para descobrir se a mulher está sob o domínio de um amor real.

Ao atingir determinada frequência cardíaca, o app envia um comando de abertura para o mecanismo do fecho magnético do sutiã. Os designers da peça íntima salientam que o tipo de excitação que uma mulher sente quando ela está apaixonada é distinguível de outros tipos de emoção.

Apesar de não ter sido fabricada em larga escala, alguns protótipo dessa peça foram produzidos e puderam ser testados por cinco mulheres sorteadas que gastaram mais de cinco mil yens, o equivalente a 120 reais, em lingeries da marca.

2 – Camiseta de músculos

Fonte da imagem: Reprodução/ABC News

Esta peça, especial para os homens, pode ser considerada uma roupa íntima. Afinal, ela deve ser usada por baixo de outra, pois ninguém deve saber que aqueles músculos de quem a usa são apenas enchimentos de espuma. Para que whey protein e malhação, se você pode ter uma dessas?

O Funkybod Muscle transforma qualquer magrelinho em um homem de peitoral, bíceps e tríceps musculosos. A camiseta é produzida com enchimentos que imitam esses grupos musculares, garantindo um sucesso (mesmo que temporário) para o seu dono. A camiseta está a venda no site da marca nas cores cinza, branca e preta, pelo valor de 29,99 libras, o equivalente a cerca de 117 reais.

3 – Sutiã máscara de gás

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Sirenes tocando, situação de emergência, fogo? Gases tóxicos? A solução pode estar mais próxima do que você imagina, sustentando os seios de uma mulher! É isso mesmo. O que mais parece uma piada foi criado de verdade. Após o desastre de Chernobyl, em 1986 , a Dr. Elena Bodnar se propôs a criar uma máscara de gás de emergência.

A sua obra só foi reconhecida mesmo em 2009, quando ela ganhou o Prêmio Nobel de Saúde Pública por seu trabalho em inventar essa peça íntima engenhosa com dupla função. O RAD Emergency Bra é equipado com um sensor de radiação e cada taça do sutiã separada atua como uma máscara para sobreviver em situações de emergência.

4 – Calcinha e cueca “filtra-pum”

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

Para aquelas situações em que “liberar” as flatulências é totalmente necessário, mas ao mesmo tempo constrangedor — como em um elevador lotado —, essa cueca seria a solução. Estas peças (nas versões cueca e calcinha) foram produzidas pela empresa britânica Shreddies com a função extra de “filtrar” os gases para o cheiro não ser percebido por ninguém.

As peças têm um painel traseiro feito de tecido, que incorpora um material à base de carbono chamado Zorflex  — normalmente utilizado em processos de guerra química e que é capaz de cessar com odores 200 vezes mais forte do que uma flatulência média.

Os vapores de odor são neutralizados por esse carbono, que pode ser simplesmente reativado pela lavagem comum. As peças foram criadas foi inventada em 2006 por Paul O`Leary e desenvolvidas por uma equipe de designers de lingerie do curso de moda da Montfort University, em Leicester.

5 – Sutiã que impede a gula

Fonte da imagem: Reprodução/Discovery News

A Microsoft Research criou um sutiã que pode monitorar o humor e ajudar a regular a ingestão de comida por impulso (ou por stress). O sutiã é alimentado por bateria e equipado com forro de sensores, que transmitem dados (como um eletrocardiograma) para um aplicativo de smartphone.

Se o sensor detecta que a mulher está estressada (pelos níveis dos batimentos cardíacos), o aplicativo avisa. Dessa forma, ela não come por impulso, seja quando está feliz e empolgada ou por tristeza e insatisfação.

6 – Sutiã tuiteiro

Fonte da imagem: Reprodução/Mashable

O sutiã “tuiteiro” envia um tweet cada vez que é desabotoado. Ele foi projetado pela agência OgilvyOne de Atenas, que o criou o dispositivo para uma campanha da Nestlé Fitness. Por mais bizarra que possa parecer, a peça foi criada para uma boa causa: alertar para a conscientização do combate ao câncer de mama através do auto-exame.

7 – Peças íntimas autolimpantes

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee

A empresa chilena Monarch desenvolveu uma roupa íntima com um tipo de tecido feito de cobre. Pode até parecer desconfortável, mas a marca afirma que não é. O que acontece é que o cobre pode matar 99% das bactérias e fungos que naturalmente se desenvolvem nas áreas genitais, gerando um efeito de esterilização que pode ser considerado “autolimpante”.

As peças são produzidas através da fusão do cobre com poliamida para produzir um óleo que é transformado em fio. O fio então é utilizado para a produção do tecido, que fica em contato com a pele, matando fungos e resistindo odor. Será o futuro das roupas íntimas?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.