10 fatos que vão mudar sua opinião sobre os EUA
2.057
Compartilhamentos

10 fatos que vão mudar sua opinião sobre os EUA

Último Vídeo

Há tempos o tal do “american way of life” (o modo de vida americano) é visto como uma luz no fim do túnel para muita gente, sendo a solução perfeita para quem reclama muito em viver aqui no Brasil. Se você realmente acha que os americanos são os grandes defensores das liberdades de cada indivíduo ou enxerga os caras como a nação com a melhor qualidade de vida do planeta, saiba que está totalmente equivocado em seu pensamento.

Assim como todas as nações do universo (seja o planeta que for), a nação americana também têm telhado de vidro, mas é claro que nem sempre a gente fica sabendo dos “podres” deles, pois as informações são constantemente camufladas — no país do futebol também não é diferente.

Com isso em mente, a equipe do Mega Curioso resolveu arregaçar as mangas e revelar alguns dados lamentáveis acerca dos EUA que provavelmente você não faz a mínima ideia de que eles sejam realmente verdadeiros. Confira, mas não fique surpreso por não ter acesso a estas informações anteriormente:

1. Maior população carcereira

Desde os anos 80, a surreal taxa de encarceramento dos Estados Unidos já virou até negócio para muitos empresários, em que uma nova categoria de milionários consolida seu poder político. Na prática, os tais donos de prisões privadas não passam de verdadeiros donos de escravos, que trabalham encarcerados arduamente por míseros salários inferiores a 50 cents por hora.

Aliás, leis precárias que aprovam sentenças de até 15 anos de prisão para crimes menores (como roubar chicletes, por exemplo) estão fazendo com que alguns municípios americanos sobrevivam através do dinheiro obtido nas grandes prisões, em que, obviamente, pobres e negros são aqueles que mais sofrem com isso. Para você ter ideia, os negros representam 13% da população norte-americana, mas compõem 40% da população prisional do país.

2. Pobreza infantil absurda

De acordo com alguns cálculos, os EUA já possuem mais de 16 milhões de crianças que vivem fora do status de “segurança alimentar”, ou seja, em famílias sem a mínima capacidade econômica para cuidar dos requisitos nutricionais mínimos de um ser humano.

Consequentemente, essa criançada têm piores resultados na escola, aceitam empregos medíocres, não conseguem cursar uma universidade e possuem mais chances de serem presos ao longo da vida.

3. Invasões e bombardeios desenfreados

Você já parou pra pensar que, entre 1890 e 2012, os americanos já invadiram ou bombardearam 149 países? Pois é, senhoras e senhores, esse número é maior do que os países que eles não invadiram, ou seja, os EUA já causaram praticamente em todos os cantos do globo terrestre.

Alguns dados polêmicos mostram que mais de oito milhões de mortes foram causadas pelo país só no século XX — Hitler ficou pra trás nessa. Atualmente, de acordo com o ilustre e poderoso Obama, os EUA estão conduzindo mais de 70 operações militares secretas em vários locais do Planeta Azul, além de aumentar consideravelmente o orçamento militar norte-americano desde a Segunda Guerra Mundial.

4. Apoio mínimo de maternidade

Você sabia que as mulheres americanas não têm direito a absolutamente nenhum dia pago antes ou depois de dar à luz? Pois é, triste realidade. Para você ter ideia, o comum é oferecer entre 12 e 50 semanas pagas quando a mulher se encontra em licença de maternidade — a maioria dos países adota essa prática.

5. A vida é dura sem plano de saúde

Os Estados Unidos possuem mais de 50 milhões de pessoas que não assinam nenhum tipo de plano de saúde, e o resultado disso não sai barato: viagens de ambulância custam em média R$1300 e a estadia num hospital público mais de R$500 por noite. Com isso, o número de norte-americanos que morrem por não poderem aderir a nenhum tipo de plano de saúde já chega a 125 por dia — triste.

6. Passado negro

Caso você não saiba, os índios e colonos americanos nunca dividiram o mesmo peru na mesa em jantares especiais ou algo do tipo. Na verdade, a história dos EUA teve início com o programa de erradicação dos índios, em que o país foi fundado sobre o genocídio de 10 milhões de nativos.

Além disso, os Estados Unidos foi o primeiro país no globo terrestre a oficializar esterilizações obrigatórias como parte de um programa de eugenia, que, inicialmente era contra pessoas portadoras de deficiência e, mais tarde, contra negros e índios — que história suja, não?

Infelizmente, os dados não são nada positivos para os nativos: só entre 1940 e 1980, 40% de todas as mulheres em reservas indígenas foram esterilizadas pelo governo.

7. Não vale ser comunista

Se você deseja viver em qualquer pedaço de terra norte-americana, saiba que será obrigado a jurar não ser comunista, agente secreto, criminoso de guerra nazi, e até mesmo vão fazer aquela típica pergunta de americano: “Já foi membro do Partido Comunista?”. É óbvio que você deve responder negativamente para preservar sua ida.

8. Dívidas ao cursar uma universidade

Os banqueiros adoram a mina de ouro que é o sistema de ensino superior norte-americano, em que os estudantes contraem dívidas assustadoras que, acrescidas de juros, levarão, em média, 15 anos para serem pagas totalmente.

Com isso, os alunos acabam se tornando vítimas de juros absurdos que os bancos cobram, em que muitas vezes eles são forçados a fazerem novos empréstimos para pagarem os antigos — e assim sobreviver com apenas poucos trocados no bolso.

De acordo com alguns dados confiáveis, só entre 1999 e 2012, a dívida total dos estudantes norte-americanos cresceu cerca de 500%, chegando à marca de 1,5 trilhões de dólares.

9. Haja munição

Muita gente sabe que os EUA são craques em gastar fortunas com armamentos, não é verdade? Contudo, a surpresa aparece ao compararmos o país com outras partes do mundo: no restante do planeta, há uma arma para cada dez pessoas. Nos Estados Unidos, nove para cada dez, resultando em 30% (mais ou menos 275 milhões) de todas as armas no mundo!

10. Crença forte no capiroto

Diferente do Brasil, a maioria dos americanos são céticos, em que apenas 40% dos norte-americanos acreditam na Teoria da Evolução e 60% acreditam na existência de maligno Satanás e de sua corja infernal. Não é à toa que Rick Santorum, ex-pré-candidato republicano, acusou milhares de acadêmicos norte-americanos de serem controlados por Satã.

***

E você, leitor, conhece outros dados sujos da nação americana? Não deixe de compartilhar sua informação com a gente nos comentários abaixo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.