Ex-presidente do Facebook paga multa absurda por se casar em área protegida
43
Compartilhamentos

Ex-presidente do Facebook paga multa absurda por se casar em área protegida

Último Vídeo

Sean Parker, criador do Napster e ex-presidente do Facebook, casou-se no último sábado, em uma cerimônia estimada em mais de US$ 10 milhões. No entanto, a conta da festa vai ficar mais cara para o rapaz, já que o bilionário excêntrico escolheu uma área de proteção ambiental para a festa.

O governo californiano multou o empresário em US$ 1 milhão por não ter pedido as licenças ambientais para o evento. O casamento foi realizado em um hotel na costa californiana. Mesmo com o pagamento do hotel pelo casamento, Parker precisaria ter procurado as autoridades locais, já que a área de Big Sur é protegida por leis de preservação ambiental.

Parker casou-se com a cantora Alexandra Lenas em um cenário construído por um dos designers dos filmes da trilogia “O Senhor dos Anéis”, o que incluía ambientes cinematográficos, como cascatas, choupanas e um salão de danças. Embora a história tenha gerado uma enorme repercussão nos jornais norte-americanos, Parker publicou em seu Facebook uma carta em que explica toda a situação.

Segundo ele, o local não estava em conservação perfeita e, em seu contato com o hotel, ele havia proposto “deixar a floresta ainda melhor do que antes”, embora não tenha se preocupado em procurar as autoridades locais, já que acreditava que a responsabilidade seria do próprio hotel.

Imagem do local antes da festa Fonte da imagem: Reprodução/The Atlantic

Juntamente com a carta, ele mostra uma foto do local antes da festa, que realmente aparentava conter menos plantas e arbustos. Parker ainda afirma que uma das preocupações dele e da equipe havia sido colocar apenas plantas que já seriam nativas da região, para não prejudicar o ecossistema local.

Além disso, a festa teria sido feita apenas com estruturas que seriam facilmente removidas, sem a utilização de cimento, tijolos ou argamassa para não prejudicar o solo. Embora tais iniciativas tenham sido elogiadas pela equipe de biólogos da comissão costeira, a falta de autorização ainda rendeu a multa para o empresário – e acarretou o grande escândalo na mídia local.

Além da multa, Parker – que tem uma fortuna avaliada pela Forbes em mais de US$ 2 bilhões – ainda se comprometeu a doar mais US$ 1,5 milhão para a caridade na região de Big Sur e condado de Monterey, totalizando os US$ 2,5 milhões divulgados pela imprensa mundial.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.