Instrutor de terroristas explode pupilos por engano no Iraque
475
Compartilhamentos

Instrutor de terroristas explode pupilos por engano no Iraque

Último Vídeo

Eis o que se pode chamar de uma “aula prática” malsucedida. Durante treinamento de homens-bomba na província de Samara, no norte do Iraque, um dos instrutores do grupo EIIL (Estado Islâmico do Iraque e do Levante) detonou por engano um cinturão carregado de explosivos, acreditando que a arma estaria desarmada.

Como resultado, o professor matou instantaneamente a si mesmo e outros 21 terroristas, deixando ainda 15 outros feridos. A comoção acabou por atrair a atenção das autoridades, que rumaram para o local, chegando a tempo de prender oitos membros do grupo que tentavam escapar.

Conforme revelaram oficiais ao New York Times, no local foram encontrados cargas de explosivos armazenadas em pelo menos 10 veículos, todos prontos para as operações, além de diversas armas de utilização exclusiva do exército.

Líder não foi identificado

Embora a identidade do azarado professor de homens-bomba não tenha sido divulgada, um dos oficiais do exército iraquiano afirmou ao New York Times que se tratava de um recrutador conhecido de longa-data, ao qual o oficial se referiu ainda como particularmente “prolífico”, tendo “despachado todos os caras maus de uma só vez”.

Referindo-se à tradicional promessa de que os mártires são presenteados com um paraíso lotado de virgens, ele emendou: “Talvez esse homem-bomba realmente vá para o Céu, como dizem”.

“Justiça divina”?

Há quem enxergue a coisa de outra maneira, é claro. Raad Hashim, por exemplo, um funcionário de uma loja de licores próxima a um dos alvos recentes de terroristas no Iraque, disparou uma sonora gargalhada quando ficou sabendo do ocorrido. “Isso é engraçado”, disse o funcionário ao referido veículo. “Mostra o quão estúpidos eles são, esses cães e filhos de cães.”

Assumindo um ar mais sério, entretanto, Hashim afirma que isso também lhe causa sofrimento, conforme se lembra “de todas as pessoas inocentes” que foram mortas ali. “Isso é a justiça divina”, ele diz. “Isso é Deus mandando uma mensagem para as pessoas más e para os criminosos do mundo, dizendo a eles que parem com as injustiças e propaguem a paz.”

Fonte da imagem: Reprodução/TalkingPointsMemo

Ele continua: “O que aconteceu hoje não foi morte, mas sim vida para nós todos. Aqueles 22 que foram mortos hoje poderiam ter matado centenas de iraquianos, centenas de almas inocentes. Que eles queimem no Inferno.”

Ataques diários contra xiitas

O EIIL é atualmente o grupo radical mais destacado no Iraque, tendo surgido de dentro dos escalões da Al Qaeda — embora tenha sido repudiado por esta em comunicado recente do líder do grupo.

Os terroristas tomaram recentemente as cidades de Falluja e Ramadi, sendo que apenas esta última foi integralmente recuperada pelas tropas iraquianas — as quais trabalham em colaboração com os EUA para expulsar os terroristas restantes em Falluja.

O EIIL é apoiado por parte da minoria sunita do país e tem disparado ataques diários contra a população xiita, a fim de abalar o governo do primeiro-ministro Nuri al-Maliki. Autoridades estimam que há atualmente pelo menos 2 mil combatentes apoiando a causa do grupo, que passou a contar entre suas áreas de atuação também algumas regiões da Síria — onde tentam derrubar o regime do ditador Bashar Assad.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.