42
Compartilhamentos

China cessa veto de uso de chifres de rinoceronte e ossos de tigre no país

Como você deve saber, existe um comércio milionário nos países asiáticos de ossos, chifres e outras partes dos corpos de determinados animais, incluindo criaturas criticamente ameaçadas de extinção, como é o caso de rinocerontes e tigres, por exemplo, para uso na medicina tradicional.

A China é um desses grandes mercados e, embora existisse uma proibição sobre a comercialização desses itens no país, o veto acabou de ser suspenso — e a notícia causa bastante preocupação. De acordo com Gerry Shih, do portal The Washington Post, a proibição estava em vigor há 25 anos, mas, nesta semana, o Governo Chinês decidiu cessar o impedimento de compra desses produtos e liberar o comércio com algumas restrições.

Preocupação

Segundo as autoridades locais, a iniciativa está focada legalizar a compra e venda de partes de animais criados em cativeiro e não inclui ossos, chifres e o que quer que seja de criaturas que vivam soltas na natureza.

Entretanto, ainda que a proibição de se comercializar partes de animais selvagens se mantenha, abrandar a lei com relação aos itens obtidos de exemplares criados para a obtenção de ingredientes medicinais (porque é para isso que os bichos seriam criados, né?), além de motivar a crueldade contra os animais, pode ter consequências terríveis para populações que já se encontram em declínio, uma vez que não será tão fácil diferenciar o comércio “legal” do mercado negro.

Chifres de rinoceronteNotícia preocupante (The Washington Post/Bobby Yip/Reuters)

Vale destacar que, segundo Gerry, quando a proibição entrou em vigor, muitos praticantes da medicina tradicional chinesa começaram a remover chifres de rinoceronte e ossos de tigre de suas listas de ingredientes. Esses materiais costumavam ser usados para tratar problemas como inflamação nas articulações, impotência e febre, mas foram sendo substituídos por outros justamente para evitar a caça dos animais.

Contudo, nem todos aderiram e a proibição fez com que os valores dos ingredientes alcançassem patamares astronômicos. Com isso, ranchos para a criação e reprodução de tigres e rinocerontes começaram a se proliferar na China — e a suspeita dos grupos conservacionistas é de que a pressão por liberar o comércio tenha partido da indústria que se formou por trás dos rancheiros. Triste, né?

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.