Conheça a misofonia: uma condição médica de intolerância a sons
4.656
Compartilhamentos

Conheça a misofonia: uma condição médica de intolerância a sons

Último Vídeo

Que jogue a primeira pedra quem nunca se irritou com um barulho incômodo feito por outra pessoa — desde sons produzidos pela boca durante a mastigação até aquele característico ruído de deglutição que ocorre quando você toma alguma coisa muito depressa ou até mesmo a típica respiração ofegante de alguém que está com as vias aéreas prejudicadas por uma gripe.

Mesmo que isso pareça brincadeira ou efeito do mau humor, existem algumas pessoas que desenvolvem uma intolerância quase patológica a determinados barulhos. A essa desordem neurológica atribui-se o nome de Síndrome de Sensibilidade Seletiva do Som (SSSS ou S4), também mais popularmente conhecida como misofonia — que significa ojeriza ou intolerância ao som.

Essa condição médica possivelmente é desencadeada por uma ou mais experiências negativas relacionadas a determinados barulhos. Portanto, as pessoas que sofrem de misofonia têm uma hipersensibilidade a sons específicos, mas que fazem parte do cotidiano normal, o que gera reações de extrema movimentação psicológica, como irritação, raiva e, em determinados casos, pânico.

Quando o transtorno acontece

Assim como transtorno obsessivo compulsivo, hiperatividade e bipolaridade, a misofonia também pode atingir níveis críticos e ser diagnosticada como uma enfermidade passível de tratamento. Tanto no ambiente psicológico quanto através do reequilíbrio químico de alguma substância, esse transtorno auditivo pode (e deve) ser tratado.

Os sintomas da doença, que só foi oficialmente reconhecida pela Organização Mundial da Saúde na década de 90, incluem irritação com sons comuns do ambiente, como o cortar de unhas, a escovação dos dentes e o mascar de chicletes. Outras emissões sonoras mais específicas, como a repetição de alguma consoante na fala ou frequências amplamente repetitivas, também podem irritar quem sofre com esse transtorno. Além disso, essas pessoas também são afetadas por estímulos visuais.

Fonte da imagem: Reprodução/Misofonia.Blogspot

Essas situações podem causar intensa ansiedade nas pessoas que desenvolvem a misofonia, bem como um comportamento evasivo, tendendo ao isolamento social para evitar os conflitos.

Para vencer o mal

As medidas que devem ser tomadas ao perceber que você pode estar desenvolvendo uma intolerância patológica aos sons são relativamente simples. Alguns especialistas sugerem que você evite os barulhos que o incomodam com mais intensidade, podendo até colocar fones de ouvido ou tentar se concentrar em algum outro som que se sobreponha ao que estiver incomodando.

Talvez a parte mais importante de todas seja consultar um médico para confirmar ou não o diagnóstico do problema. Como a síndrome é de cunho psicológico, às vezes uma negação por parte de um profissional especializado pode fazer com que você não tenha mais implicância com um som que tanto incomodava. É preciso levar a saúde a sério!

*Publicado originalmente em 19/07/2013.

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.