Personal trainer avisa: desconfie das fotos de transformação corporal
995
Compartilhamentos

Personal trainer avisa: desconfie das fotos de transformação corporal

Último Vídeo

Basta navegar um pouco pela internet para ser bombardeado com incríveis fotos de transformações corporais. Ao bater o olho na imagem, qualquer um fica incrédulo: modelos que antes de pesavam 150 quilos chegam a 50 quilos dentro de 90 dias, com direito a barriga tanquinho.

Pensando nisso, o personal trainer Andrew Dixon resolveu fazer um teste e manipular as próprias fotografias para provar como um pouco de conhecimento e o software necessário são capazes de preparar qualquer um para o verão.

De acordo com o profissional, os truques mais comuns usados para esse tipo de fotografia consistem, basicamente, na manipulação da iluminação do ambiente e da postura do modelo. Além, é claro, de uma boa sessão de Photoshop.

Dieta milagrosa: corpo escultural em 1 hora! Fonte da imagem: Huffington Post

As fotos acima, por exemplo, foram tiradas com o intervalo de uma hora, tempo suficiente não apenas para que Dixon entrasse em forma, como também para que ele raspasse o cabelo, endireitasse a postura e editasse a imagem com perfeição.

Poucas semanas depois, o personal trainer tentou algo mais audacioso: uma sequência de cinco imagens que mostrassem mais etapas do processo de transformação, como se ele tivesse passado por meses de muita malhação e dieta. Mas o tempo real de produção da imagem foi de menos de uma hora.

Meses de treino? Que nada, apenas alguns minutos de Photoshop. Fonte da imagem: Huffington Post

Dixon reconhece que existem transformações verdadeiras e bastante incríveis. Porém, aconselha os leitores a não tentarem ficar exatamente igual às pessoas das fotos divulgadas na internet. Apesar de essas fotografias serem inspiradoras, o melhor é focar seus objetivos não em técnicas milagrosas, mas em uma vida mais saudável, com boa alimentação, redução de stress e sono de qualidade, além dos exercícios físicos, é claro.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.