Laboratórios do Cern encontram medidas do Bóson de Higgs
23
Compartilhamentos

Laboratórios do Cern encontram medidas do Bóson de Higgs

Último Vídeo

Os físicos do maior acelerador de partículas do mundo chegaram à medida mais precisa até hoje do bóson de Higgs, encontrada após uma busca dequase meio século - informou o Centro Europeu de Pesquisas Nucleares (Cern), nesta terça-feira.  Segundo a organização, dois laboratórios do Grande Colisor de Hádrons (LHC), normalmente em competição amistosa, uniram suas forças pela primeira vez com o objetivo de fazer esta estimativa comum.  

Usando tecnologias diferentes, os laboratórios Atlas e CMS encontraram que a inalcançável partícula tem uma massa de 125,09 giga elétron-volt (GeV), com uma margem de erro de 0,24 GeV para mais ou para menos. O número "corresponde a uma precisão de medida superior a 0,2%", informou o Cern em comunicado. 

A estimativa da massa do Bóson de Higgs foi revelada durante coletiva de imprensa em La Thuile, na região italiana do Vale de Aosta, segundo o Cern. "É a medida mais precisa da massa do bóson até hoje, e é uma das medidas mais precisas já obtidas no LHC", acrescentou. 

Bóson de Higgs é considerado pelos físicos como a chave-mestra para a estrutura fundamental da matéria, a partícula elementar que confere massa a inúmeras outras, segundo a teoria do Modelo Padrão.  Sua existência foi prevista pela primeira vez em 1964, por Peter Higgs, François Englert e Robert Brout - mas foram necessários 48 anos para confirmá-la. 

A descoberta do célebre Bóson de Higgs deu o prêmio Nobel de 2013 ao belga François Englert e ao britânico Peter Higgs.  "O Bóson de Higgs foi descoberto no LHC em 2012 e o estudo de suas propriedades começou imediatamente", declarou Tiziano Camporesi, porta-voz do laboratório CMS (Compact Muon Solenoid). Ele explicou que somando esforços, Atlas e CMS conseguiriam "compreender melhor esta partícula fascinante e estudar seu comportamento".

"Uma vez determinada a massa do Bóson de Higgs, é possível, dentro do espectro do Modelo Padrão, efetuar previsões para todas as outras propriedadesdo Bóson de Higgs, que depois poderão ser verificadas", ressaltou o Cern.  O LHC deve ser reativado entre final de maio e iníciode junho, após uma manutenção de dois anos.  

O complexo compreende um túnel em forma de anelde 27 km - que se estende no subsolo da fronteira entre França e Suíça - onde milhares de prótons se colidem, transformando-se em todos os tipos departículas.  Juntos, os laboratórios Atlas e CMS têm mais de5.000 cientistas provenientes de mais de 50 países.

GenebraSuíça

Via EmResumo

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.