Quilos a mais e flexibilidade: professora de Yoga é sucesso no Instagram
24
Compartilhamentos

Quilos a mais e flexibilidade: professora de Yoga é sucesso no Instagram

Último Vídeo

“Entusiasta do Yoga e mulher obesa, meu nome é Jessamyn”. Essa é a apresentação da professora de Yoga Jessamyn Stanley, de 27 anos, que está fazendo grande sucesso no Instagram. Há quase dois anos, ela publica fotos e vídeos com as poses do Yoga e vem aumentando cada vez mais o número de fãs. Atualmente, ela possui quase 89 mil seguidores na rede social, e seus posts recebem, em média, 2 mil curtidas.

Visivelmente acima do peso, a americana busca quebrar a visão da sociedade atual, na qual a principal preocupação é com a aparência. Para tanto, Jessamyn está procurando transmitir sua mensagem por meio da rede social, colocando fotos com posições e exercícios da prática do Yoga. O diferencial da professora é justamente demonstrar o que é possível alcançar, mesmo com o que as pessoas acreditam ser “limitações físicas” do sobrepeso.

Além da visão que está passando para todos os seguidores, a profissional de Yoga tenta despertar a confiança e encorajar as pessoas que têm um corpo semelhante ao seu e que também são admiradoras da prática de Yoga. No seu website, ela explica que procura “usar a concentração de energia para vencer as barreiras mentais e emocionais” e, em suas aulas, estimula os alunos a trocarem a pergunta “como está minha aparência?” por “como eu me sinto?”.

Jessamyn conta que foi apresentada ao Bikran Yoga por uma tia, aos 16 anos, que a obrigou a experimentar a atividade. Mesmo com a dedicação atual que possui com a prática do exercício, ela confessa que no início as cansativas aulas (que substituíram o que chamou de “férias de verão de uma estudante adolescente para ficar jogada no sofá assistindo ao interminável acervo de fitas cassetes de sua tia”) se tornaram um pesadelo. Inclusive, nos anos posteriores às primeiras experiências, ela conta que se declarava uma “anti-yoga”.

A volta à prática do Yoga aconteceu em 2011, relembra Jessamyn, quando já estava na pós-graduação. O convite veio por meio de um amigo que a chamou para comprar um mês de aulas ilimitadas em um estúdio de Bikran Yoga da cidade. Já mais madura, ela conta que “pensou bem e resolveu dar uma segunda chance” à atividade, já que atribuiu os problemas que teve na primeira experiência à sua “incontrolável revolta adolescente”.

Desde então, Jessamyn não parou de praticar. Nem a falta de dinheiro e condições a impediu de fazer Yoga, pois, em seu website, ela inclusive faz um agradecimento especial à equipe do estúdio de Winston-Salem, onde residia à época, por a deixarem participar das aulas de graça em alguns momentos. Quando se mudou para Durham, também sem condições, a americana decidiu realizar as suas posições preferidas em casa. Foi quando se deu conta de que era capaz de fazer um grande número de poses, inclusive algumas novas que aprendeu em grupos na internet. Foi quando começou a publicar as fotos dos exercícios no Instagram.

Para quem pretende iniciar a prática de Yoga, a “entusiasta” recomenda que procure locais especializados e renomados, para que possa ter boas orientações que incluem desde a roupa ideal até a quantidade de água que a pessoa deve beber. Ela também aconselha tentar uma semana ou realizar pelo menos três aulas antes de decidir pela continuidade.

Sobre sua atração pela atividade, Jessamyn admite que nunca quis dominar todas as poses do Yoga e, com calma e dedicação, obteve um progresso significativo em sua prática doméstica. “É a parte do dia em que me dedico por completo à minha mente. Cá entre nós, a verdade é que eu não faço tanto isso pelos benefícios à saúde, mas sim pelo fascínio em poder superar as minhas expectativas pessoais”, confessa.

Via Em Resumo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.