Mulher já passou por mais de 100 cirurgias para reconstruir o rosto
270
Compartilhamentos

Mulher já passou por mais de 100 cirurgias para reconstruir o rosto

Último Vídeo

Alison Midstokke, 31 anos, tinha o sonho de se tornar modelo. Poderia ser mais uma história normal, porém a jovem possui a síndrome de Treacher Collins, uma condição facial rara em que os ossos desfiguram o rosto. Ela já passou por mais de 100 cirurgias de reconstrução, além de correção da fala e audição, e agora pôde fazer uma sessão de fotos, como sempre quis.

A jovem conta que, quando tinha cinco anos, se olhava no espelho e perguntava à mãe o porquê de ser tão feia. Depois de diversas cirurgias, Alison se sente mais confiante e diz que a sua vida mudou.

Alison Midstokke

Quando ela ainda era um bebê, os médicos acreditavam que ela nunca conseguiria falar, mas, aos cinco anos, ela começou a se comunicar verbalmente. Alison relata que quando entrou na escola não era convidada para festas de aniversário, mas que, mesmo assim, conseguiu fazer alguns bons amigos.

Seus pais, Denise e Rick, contaram que adotaram a filha pouco depois do nascimento e que, por causa das cirurgias, a jovem passou muito tempo fora da escola. Mesmo assim, os problemas não impediram Alison de estudar e se tornar uma ótima designer de roupas.

Alison Midstokke

Como forma de mostrar toda a sua superação, Alison trabalha como modelo e agora se sente capaz de realizar tudo o que deseja.

Síndrome de Treacher Collins

A síndrome de Treacher Collins é causada por mutações no gene TCOF1 (cromossomo 5), que é importante na manutenção das células derivadas da crista neural que vão formar os ossos do rosto e orelhas.

As mutações são específicas em cada paciente e envolvem ossos malares da face achatados, queixo pequeno, orelhas pequenas, malformadas ou ausentes, além de surdez e olhos caídos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.