Não é de hoje: 4 provas históricas de que o sexo a 3 existe há muito tempo
686
Compartilhamentos

Não é de hoje: 4 provas históricas de que o sexo a 3 existe há muito tempo

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

1 – Menáge não é coisa de hoje, não!

Vamos usar logo o famoso Kamasutra como base. Escrito por volta do ano 400 a.C., o livro não apenas fala de sexo a três, como descreve a dupla penetração. O envolvimento sexual entre três pessoas está presente também em peças de arte antiga, que retratavam cenas de sexo explícito em Pompeia – pelo menos uma dessas peças tem um trio bissexual. O próprio deus Dionísio, que era a divindade grega do vinho, da fertilidade, do teatro e do êxtase religioso, costumava promover orgias grandiosas.

Na Índia, o Templo do Sol é formado também por uma escultura que apresenta uma bela imagem de sexo entre mais de duas pessoas – detalhe: esse templo foi construído no século 13.

Dionísio pintado por Caravaggio.

2 – No Renascimento

A pintura renascentista europeia deixou mais do que explícita a atenção que dedicava ao sexo a três – pode-se dizer que esses pintores tinham até certa obsessão pelo assunto. Podemos começar falando da famosa “Primavera”, de Botticelli, que está em uma galeria em Florença, na Itália – a obra mostra três mulheres muito íntimas, segurando nas mãos umas das outras e fazendo forte contato visual – o trio também foi representado em forma de estátua, por Antonio Conova.

As “Três Graças”.

3 – No Romantismo

O escritor italiano Giacomo Casanova explorou as relações sexuais a três em seus escritos, até mesmo porque ele perdeu a virgindade aos 17 anos de idade, quando fez sexo com duas irmãs – eis o motivo pelo qual até hoje, especialmente na Europa e nos EUA, o termo “Casanova” é utilizado para se referir a algum homem conquistador.

Enquanto Casanova escrevia sobre o tema, o pintor francês Théodore Géricault trabalhava em sua obra-prima “Três Amantes”, que nem precisa de descrição. Infelizmente, nessa época era comum também que estupros fossem retratados em pinturas, como em “O Estupro das Filhas de Leucipo”. Bom saber que algo desse tipo jamais aconteceria hoje sem causar polêmica.

Casanova.

4 – No Japão

Uma das maiores odes ao sexo a três – e a quatro e a cinco... – certamente é o movimento artístico japonês conhecido como Shunga, que foi bastante forte nos séculos 18 e 19, quando muitos artistas representavam seus desejos sexuais e suas fantasias por meio da pintura – muitas dessas pinturas, adivinha só, mostravam três ou mais pessoas fazendo sexo.

Shunga.

***

Se o sexo grupal já existe há tanto tempo, por que será que ainda é um tabu? Comente no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.