Governo russo manda retirar pavilhão da Louis Vuitton da Praça Vermelha
39
Compartilhamentos

Governo russo manda retirar pavilhão da Louis Vuitton da Praça Vermelha

Último Vídeo

Depois de servir de cenário para a manifestação do artista russo que pregou seus testículos no chão há algumas semanas (como vimos aqui), a Praça Vermelha, no coração de Moscou, ganhou destaque na imprensa novamente.

Desta vez, não foi por causa de nenhum protesto polêmico, mas sim pela instalação de um pavilhão bem no meio da praça. Posicionado a poucos passos do Kremlin, a instalação tem o formato de uma mala de viagem gigante da marca francesa de luxo Louis Vuitton.

Com 9 metros de altura e 30 metros de largura, o espaço seria utilizado para uma exposição de bolsas da grife cuja renda dos ingressos seria revertida para a caridade. Depois de ser levantado na semana passada, o governo russo ordenou ontem (27) que o pavilhão fosse “desmontado imediatamente”, já que sua construção não foi autorizada.

Fonte da imagem: Reprodução/RT

Patrimônio histórico

Apesar do descontentamento da população com a construção do pavilhão da Louis Vuitton, essa não é a primeira vez que esse tipo de atração é realizado no local. Tradicionalmente, a Praça Vermelha é conhecida por ser o mausoléu de Lenin e servir de espaço para as paradas militares que comemoram a vitória dos russos sobre os alemães na Segunda Guerra Mundial. Porém, nos anos anteriores, o local recebeu shows, apresentações esportivas e até mesmo uma pista de patinação no gelo.

“Tudo o que está acontecendo na Praça Vermelha é inaceitável. Esse lugar é sagrado. Nossos líderes estão enterrados aqui”, comenta Tatyana Fedosova, de 60 anos, de acordo com o The New York Times.

Fonte da imagem: Reprodução/RT

A instalação fazia parte do aniversário de 120 anos da loja de departamento GUM, que fica localizada na praça. Depois da ordem do governo, a loja pede que a grife francesa desmonte o pavilhão o mais rápido possível.

A renda da exposição seria revertida para a Naked Heart Foundation, que é dirigida pela modelo russa Natalia Vodianova. A top model lamentou o cancelamento e disse em seu perfil no Facebook que torce para que o evento seja transferido para outro local.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.