Rússia gasta valor exorbitante com as Olimpíadas de Inverno. Entenda
222
Compartilhamentos

Rússia gasta valor exorbitante com as Olimpíadas de Inverno. Entenda

As Olimpíadas de Inverno em Sochi, na Rússia, são um evento que, antes mesmo de começar, já causou polêmica, críticas e debates em todo o mundo. Nesta publicação nós reunimos alguns dos erros mais bizarros relacionados às estruturas de hotéis, transporte público, banheiros e afins. Uma pergunta pronta quando pensamos em todos os transtornos que atletas, turistas e profissionais da imprensa sofrem com as más instalações é: será que a Rússia não teve dinheiro suficiente para investir em Sochi?

Não só a Rússia teve dinheiro para investir como essa edição das Olimpíadas de Inverno é simplesmente a mais cara de todas, chegando à marca de US$ 50 bilhões investidos na organização do evento. Sim, você leu certo: BILHÕES. De dólares. Com a moeda norte-americana valendo R$ 2,38, você pode começar a fazer as contas. Um vídeo produzido pelo Vice analisou esses gastos das Olimpíadas de 2014. As conclusões são alarmantes.

De Moscou a Sochi

Fonte da imagem: Reprodução/CNN

A Vice entrevistou moradores de rua, que afirmaram sentir medo do que pudesse acontecer com eles durante o evento esportivo. De acordo com muitos deles, durante as eleições, o atual presidente Vladimir Putin ordenou que todos os moradores de rua fossem retirados dos principais centros e escondidos, para que a população acreditasse que tudo estava bem.

Com a chegada do evento esportivo, o medo era que o “afastamento” estratégico se repetisse. Assim, turistas, atletas e a imprensa não iriam perceber a existência de cidadãos russos e estrangeiros nas ruas de Sochi e de Moscou.

Essa varredura humana é só uma das estratégias usadas pelo governo russo para sair bem na foto. Além disso, a grande reportagem da Vice mostra outros contrastes entre os investimentos feitos para os jogos olímpicos de inverno:

Fonte da imagem: Reprodução/businessinsider

– O orçamento inicial para o evento todo, previsto por Putin em 2007, na Guatemala, foi de US$ 12 bilhões;

– A estrada principal até Sochi tem 48 Km de extensão e é a mais cara do mundo: custou US$ 10 bilhões;

– Os jogos de inverno na Rússia saíram mais caros do que todas as Olimpíadas de Inverno já realizadas na História;

– A rampa de esqui também é a mais cara do mundo;

– 96% de todo o dinheiro usado para as Olimpíadas veio do governo russo;

– A Vila Olímpica custou mais de US$ 360 mil por atleta para ser construída, o que é mais do que o dobro utilizado nas outras edições do evento.

Discrepância

Fonte da imagem: Reprodução/Freebeacon

O repórter da Vice aponta a lavagem de dinheiro como a principal causa dessa supervalorização de tudo: “a corrupção não é um efeito colateral dos grandes projetos, mas a razão de grandes projetos”.

De acordo com líderes da oposição, toda a administração das reformas e construções foi feita por aliados de Putin. A pista de esqui, por exemplo, acabou saindo dez vezes mais cara do que deveria. Um assento na arquibancada da torcida custou 30 mil dólares – 10 vezes mais do que a média.

Segundo o responsável pela construção da pista de esqui, Nicolai Petrov, não se pode comparar os preços com os da última pista construída em Vancouver, nas Olimpíadas de Inverno de 2010. Ele afirma que a pista canadense não possuía cobertura plástica e que, por isso, não há como comparar os valores. Outro fator que Petrov considerou relevante no aumento dos preços foi o fato de que Sochi tem um terreno ruim.

E como ficam os desalojados?

Fonte da imagem: Reprodução/Telegraph

O vídeo mostra também algumas casas de habitantes de Sochi sendo completamente destruídas. De acordo com a moradora Tatyana Samokhval, muitos dos residentes desabrigados não receberam nada em troca de suas casas e seus terrenos. Ela definiu o desalojamento das famílias como “uma verdadeira guerra”. Já os moradores que receberam recompensas financeiras por suas casas reclamam que o valor é insuficiente para comprar uma residência remotamente semelhante a que tinham antes.

O acordo feito com o governo prevê que as famílias que não sejam compostas por cidadãos de Sochi não poderão receber as recompensas financeiras ou outra residência. Por esse motivo, muitas pessoas descobriram recentemente que suas casas foram demolidas e que elas podem ficar sem receber qualquer ajuda do governo. E aí, o que você acha dessa história? Se quiser conferir a grande reportagem feita pela Vice, veja o vídeo – em inglês – a seguir:

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.