Sapatos oxford: tudo o que você sempre quis saber

Sapatos oxford: tudo o que você sempre quis saber

Equipe MegaCurioso

Fonte: dsw.com

Já faz algum tempo que adaptar peças do guarda-roupa masculino tem se tornado uma forte tendência. Não precisamos voltar tanto, a ponto de lembrar-se de quando as mulheres começaram a usar calças compridas no dia a dia. Você já deve ter reparado que algumas calças estão mais folgadinhas, as camisas um pouco maiores, como se tivessem sido surrupiadas do armário do namorado.

Pronto, está explicado o conceito boyfriend. Indo um pouco além das calças e camisas, o estilo agora adota os sapatos deles. O conhecidíssimo oxford é um novo item a ser acrescentado ao nosso closet que tem origem nos armários deles. A tendência já ultrapassou estações por duas vezes e já tem tudo para se fixar para os próximos anos.

O estilo clássico leva o nome da universidade inglesa de Oxford, justamente por ser parte do uniforme dos rapazes. O sapato, às vezes bicolor, tem como principal característica o seu laço e os recortes na ponta. Ainda que para eles o oxford seja todo fechado desde o século XVII, nada impede que a adaptação deste modelo seja mais fresca e livre para nós.

Uma peça que pede contraste

Por ser tipicamente masculino, o oxford acaba exigindo mais leveza e feminilidade da roupa que você escolher usar. A ideia é contrastar uma peça mais dura e fechada com algo superleve, às vezes até mais “menininha” do que você esteja acostumada.

[url=http://lookbook.nu/look/1115547-Walkin-on-my-sunshine][/url]Fonte: Mariz N./LOOKBOOK

A consultora de imagem Carolina Tonsig recomenda que sejam usados “com peças femininas, de apelo sensual ou romântico para fazer um contraponto e harmonizar o look”. Quando o sapato for leve ou então daqueles que gritam em cores ou têm detalhes bastante delicados, fica ainda mais fácil compor um look.

O grande segredo é saber que o ponto alto do seu visual será o sapato e não outra peça. Por isso, procure fazer com que o destaque fique todo nos seus pés. Isso não significa que o seu oxford deve ser verde limão – mas não existe nenhum motivo para ele não ter uma cor chamativa, desde que a intenção seja destacar o sapato sem parecer exagerada no resto da sua roupa.

Em casos assim, em que o oxford tem cores fortes, recomenda-se que você procure peças mais discretas e básicas. Usar cores sóbrias como o preto, branco e cinza com um sapato “coloridão” fica muito bonito e até mesmo moderninho.

Se o seu estilo é mais clássico e você não quer ousar com cores fluo nos pés, tudo bem. Os oxford em cores tradicionais como o marrom, preto, branco, nude e o clássico bicolor são ótimas alternativas. Todos eles podem ser bem combinados com uma peça que chame um pouco mais de atenção, já que não têm um ponto fortíssimo de destaque como no caso anterior.

Por isso, uma blusinha xadrez ou florida pode dar um tom romântico bastante interessante ao seu look. Contudo, quando o assunto chega ao que usar na “parte de baixo” cria-se uma certa dúvida devido à estatura de quem pretende usar o sapato.

Tamanho é documento, sim!

Apesar de não ser uma peça só para as altas ou só para as baixinhas, o oxford precisa de um pouco de cautela quando for usado. Como se trata de um sapato baixo (salvo algumas exceções em que o clássico ganha versões em salto alto) a tendência é ficar ligeiramente “achatada”. Por isso, é interessante escolher roupas longilíneas – especialmente para aquelas moças que não têm lá muitos metros de altura.

Como o sapato não vai contribuir para alongar a silhueta, é melhor que você invista em peças que façam isso. Uma dica importante nessas horas é manter apenas uma cor no seu look. Quanto menor o número de cores, menos “quebrado” fica o seu visual.

[url=http://lookbook.nu/look/1042759-west-village][/url]Fonte: Leslie K./LOOKBOOK

Blusas, camisetas e vestidos com o decote em V alongam o pescoço e também fazem parecer um pouco mais alta do que se é. Os colares compridos também criam o mesmo efeito e dão a impressão de que você ganhou alguns centímetros. Não tem problema se você já é alta. Neste caso, essas dicas evitam aquela “achatada” que pode acontecer.

Diferentes estilos em um só sapato

O oxford é um dos mais versáteis sapatos que alguém pode ter. Com ele, você pode criar diferentes estilos e garantir o mesmo conforto com o qual já está acostumada. Como já foi dito, uma possibilidade de look para oxford é o romântico – com peças floridas ou aquele xadrez mais leve, com tons mais suaves. “O ideal nesse caso é compor com blusas moderninhas ao contrário da clássica camisa branca, que também é um elemento masculino e deixará o look óbvio demais”, explica Carolina.

[url=http://lookbook.nu/look/726285-c-est-possible][/url]Fonte: Leslie K./LOOKBOOK

O mesmo tipo de sapato pode servir para quem prefere algo um tanto alternativo, quase folk. Normalmente, este estilo usa combinações de caramelo (outra cor que promete ser tendência no inverno 2011) com estampas para recriar o clima “rústico”.

Entretanto, um estilo que parece promissor ao ser composto com o oxford é o rock. As cores escuras, calças skinny ou meias pretas conseguem estruturar muito bem o look de quem gosta de tons mais pesados. A grande vantagem nessas combinações é poder abusar daquelas peças que dão a impressão de ser mais alta.

Variações

Diferente dos oxford deles, os nossos são mais ousados. Não se assuste caso encontre algumas releituras dos clássicos sapatos ingleses por aí. Os oxford para mocinhas têm detalhes que variam do ousado ao delicado em questão de instantes. Tanto faz se são recortados em couro, se têm tachas, acabamento em verniz ou se parecem ter sido envelhecidos.

Basta saber que os oxford funcionam muito bem com saias, vestidos, shortinhos e calças. Nos dois últimos casos, Carolina recomenda que o sapato tenha algum salto. Do contrário, “look é mais esportivo do que elegante se o Oxford for baixo”, diz a consultora da Namix. É só usar o bom senso e criar combinações que honrem o sapato. Afinal, os clássicos sempre terão um espaço reservado no guarda-roupa de todas nós.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.